5 Dicas para Desapegar na real (só bens materiais!)

Sua mãe, seu pai, sua igreja, te ensinaram a desapegar dos bens materiais?

Sim! E você continua apegado?

Só para você, hoje, fresquinhas…
5 dicas para desapegar na real, mas só de bens materiais, por enquanto!

1- Livre-se do que não te faz bem

Para exercitar o desapego material em sua vida, comece pelas coisas ao seu redor.
Tire um dia, uma semana, algumas horas, para arrumar a casa.
Ao se deparar com objetos que não lhe trazem boas sensações, livre-se delas.
Objetos, roupas, acessórios…podem marcar momentos bons ou ruins de sua vida.
Se algo te incomoda, doe, jogue fora, mas não fique com ele!

2- O que você quer, tem substitutos?

Nossa vida é feita de sonhos e desejos. Tudo normal até aqui!
Mas as vezes nossos sonhos precisam ser realizados em etapas.
Se você quer muito uma coisa que no momento não é possível ter, procure substitutos temporários para ele e adquira-o como se fosse um degrau para que você alcance o ideal.
É mais ou menos assim: antes de comprar a moto dos sonhos, que tal começar com uma bicicleta?
Agora, preste atenção se você não está querendo algo material para suprir algo sentimental…aí é outra conversa!

3- Valorize as relações humanas
Muitos de nossos desejos materiais são para suprir alguma falta que vive em nós. Queremos comprar porque sentimos um vazio que é preenchido temporariamente pelo material.
Procure dentro de si quais são as suas necessidades? São materiais? São sentimentais?
Muitos de nossos vazios interiores são preenchidos com o contato humano. Um almoço em família, uma saída com amigos, uma roda de música, podem ser grandes substitutos de bens materiais, tente!

4- Defina seu estilo de vida
Antes de sair comprando e querendo o mundo todo, você deve definir seu estilo de vida, aquele que você quer e pode viver.
Desejos materiais devem condizer com o estilo de vida que você leva.

5- Livre-se do medo da mudança
Desapegar é mudar.
E mudar causa medo!
Medo de não ter o celular X e não ser aceito no grupo.
Medo de não ter o carro Y e perder os amigos…
Medo de não ter uma casa W e não agradar a família…
Medo de ser criticado por não querer o que todo mundo quer.
Para que você vida o desapego de fato, é preciso livrar-se do medo e assumir suas decisões como certas para você, ok?

 

Desapego é bom para você!
Bom para sua alma!
E bom para seu bolso!!
Pratique!