Blog

Respondendo aos leitores!

Respondendo aos leitores!

OiOiOi!!

Uma das questões que fiz da pesquisa que fiz aos meus leitores da lista foi “o que você gostaria de perguntar para mim?” e eu fiquei muito surpresa com as perguntas, umas bem curiosas por sinal, outras divertidas e outras, ainda bem profundas que para responder terei que fazer um vídeo…
Então resolvi responder algumas rapidamente hoje e no decorrer de 2018 vou aprofundando os temas, ok?

Hoje, separei 5 perguntas para responder…vamos lá!

1 – Luciana, pelo que você é grata hoje?

Sou grata em primeiro lugar pela minha saúde que me permite fazer todas as outras coisas! Essa é a primeira da lista…
Sou grata diariamente pela minha família, pelo meu trabalho, pelos meus filhos e por minhas ideias abundantes…

2- Luciana, o que fez você se especializar em Gratidão?

Eu sempre pratiquei gratidão! Mas em um tempo de minha vida, esqueci dela…fui tomada pela reclamação, pelo medo e pela insatisfação com tudo. Percebi que havia algo errado.
Todos me diziam que eu precisava ser grata pela vida que tinha (que não era ruim), mas ninguém me dizia como fazer isso. Inquieta, comecei a pesquisar e encontrei o livro Magia, da Rhonda Byrne, fiz os exercícios e comecei a entender o “como”.

Trabalhando como coach quando percebi que muitos de meus clientes demoravam a alcançar seus objetivos porque a área da espiritualidade era deficitária em suas vidas comecei a apresentar a eles os exercícios e os resultados foram muito gratificantes. Os clientes alcançavam suas metas pessoais com muita facilidade quando se sentiam gratos.

E foi assim…publiquei no blog um resumo dos 28 dias de gratidão, fiz mentoria com clientes e pessoas interessadas e virei uma pesquisadora no assunto.

3 – Luciana, Sua família corresponde a gratidão?

Simmm! Recebem muito bem minhas novas descobertas, fazem comigo alguns exercícios, participam ativamente do quadro de sonhos e agora estamos pintando uma parede de lousa para colocar as gratidões diárias (depois eu mostro como ficou!)

4 – Luciana, Em que se baseia para fazer seu trabalho?

Eu sou coach, terapeuta comportamental e, em primeiro de tudo, sou professora, gosto de ensinar!
Algumas formações como as que fiz em Nova York com Antony Robbins, com a LeaderArt no Canadá, com a Sociedade Interamericana de Hipnose em São Paulo me deram embasamento para pesquisar ainda mais sobre o tema da Gratidão.
Além dos livros que leio intensamente, cursos menores de autodesenvolvimento, sou pesquisadora assídua sobre os conteúdos de práticas de gratidão da Universidade de Berkeley, Califórnia.
Busco longe, coloco meu tempero e repasso para você!

5 – Luciana, É possível mudar um casamento com a gratidão?

Minha experiência diz que Sim! Existem exercícios específicos que criei pra relacionamentos que estão no meu livro “Outros #28diasdegratidão” .
A gratidão pode mudar qualquer coisa!
E se você tiver a mentoria de alguém para te guiar, o caminho fica mais fácil!

Espero que tenham gostado das respostas!!
Depois respondo outras!!

Grande beijo!

Luciana Cairo

E olhe só! Nosso grupo de mentoria do desafio #28diasdeGratidão está bombando no whatsapp! Meu convite ainda está de pé para você participar comigo na turma de Janeiro. Adicione (11) 97983-9368 em seu celular, mande um Oi com seu nome que já reservo seu lugar no grupo! Vem!! Grandes mudanças estão por vir!

Rosário da Gratidão

Rosário da Gratidão

 

OiOiOi!

 

O texto é bem rápido hoje!

 

Vou te dar mais uma dica ou melhor, mais um recurso para você utilizar em suas práticas da gratidão…eu o chamo de Rosário Da Gratidão.

 

O Rosário da Gratidão é um cordão de contas assim como o terço da igreja católica, e o japamala das religiões orientais.

No meu caso, uso um terço bizantino ou cikotki, que tenho aqui e que possui 100 contas. Os japamalas possuem número de contas e tamanhos variados.

Não importa qual você tenha ou queira usar, importa sim, o como você vai utilizá-lo.

 

Em cada conta eu vou dizendo uma jaculatória, uma pequena oração, agradecendo por coisas diversas ao meu dia e ao meu cotidiano.

 

  • Obrigada pelo meu corpo
  • Obrigada por minha família
  • Obrigada por minha saúde
  • Obrigada por minhas ideias
  • Obrigada por meu trabalho

 

Vou agradecendo até mesmo pelas coisas mais simples e corriqueiras:

  • Obrigada pelo meu sofá
  • Obrigada pelo café de hoje
  • Obrigada por todos os bons dias que recebi
  • Obrigada pelos meus dedos que deslizam esse rosário

 

Outra forma é utilizar o rosário com uma única frase de gratidão para todas as contas, como por exemplo: “sou imensamente grata pela minha família”

Conforme sua necessidade e inspiração, você criará suas pequenas orações de gratidão.

 

Como benefício, vou acalmando meu coração, interiorizando a conexão comigo mesma, com o mundo e com o Divino. Além do mais, as pequenas gratidões repetidas continuamente protegem nossas mentes de maus pensamentos.

 

E aí? Gostou do Rosário da Gratidão?

 

Espero que sim!!

 

Beijos!

Luciana Cairo

Carta da Gratidão

Olá tudo bem?

Sempre espero que você esteja bem!!!

 

Dando continuidade a proposta que lancei na semana passada sobre melhores práticas de gratidão, segundo a Universidade de Berkley na Califórnia, hoje quero falar para você sobre a técnica – Carta da Gratidão.

 

A Carta da Gratidão é um recurso que permite a você reconhecer Gratidão principalmente a pessoas. Além disso, ela traz fortalecimento de amizades e laços, perdão e amor.

 

Vamos lá?!

 

CARTA DA GRATIDÃO

 

TEMPO REQUERIDO

Pelo menos 15 minutos para escrever a carta e pelo menos 30 minutos para a visita

 

COMO FAZER ISSO

Lembre-se de alguém que fez algo por você, pelo qual você está extremamente agradecido, mas a quem você nunca expressou sua profunda gratidão. Isso pode ser um parente, amigo, professor ou colega.

Tente escolher alguém que ainda esteja vivo e possa se encontrar cara a cara na próxima semana.

Pode ser mais útil selecionar uma pessoa ou um ato que você não tenha pensado por um tempo – algo que nem sempre está em sua mente.

 

Agora, escreva uma carta para uma dessas pessoas, guiado pelas seguintes etapas:

1 – Escreva como se estivesse se dirigindo diretamente a essa pessoa (“Querida __________”)

2 – Não se preocupe com gramática ou ortografia perfeita.

3- Descreva em termos específicos o que essa pessoa fez, por que você está grato a essa pessoa e como o comportamento dessa pessoa afetou sua vida. Tente ser o mais concreto possível.

4 – Descreva o que você está fazendo na sua vida agora e como você costuma lembrar dos seus esforços.

5 – Tente manter sua carta em aproximadamente uma página (~ 300 palavras).

 

Em seguida, você deve tentar, se for possível, entregar sua carta pessoalmente, seguindo estas etapas:

1- Planeje uma visita com o destinatário. Deixe essa pessoa saber que gostaria de vê-lo e de ter algo especial para compartilhar, mas não revela o propósito exato da reunião.

2 – Quando se encontrarem, deixe a pessoa saber que você é grato a ela e gostaria de ler uma carta expressando sua gratidão; peça que ele ou ela se abstenha de interromper até terminar.

3 – Leia a carta pausadamente. Enquanto você lê, preste atenção na sua reação bem como na sua.

4 – Depois de ter lido a carta, seja receptivo à sua reação e discuta seus sentimentos juntos.

 

5 – Lembre-se de dar a carta à pessoa quando você sair.

 

Se a distância física o impedir de fazer uma visita, você pode optar por organizar um bate-papo por telefone ou vídeo.

 

 

PORQUE VOCÊ DEVE FAZER

 

Sentir gratidão pode melhorar a saúde e a felicidade; expressar gratidão também fortalece os relacionamentos. No entanto, por vezes, as expressões de agradecimento podem ser passageiras e superficiais. Este exercício encoraja você a expressar gratidão de maneira pensativa e deliberada, escrevendo – e, idealmente, entregando – uma carta de gratidão a uma pessoa que você nunca agradeceu.

 

 

POR QUE FUNCIONA

 

A carta afirma coisas positivas em sua vida e lembra-lhe como os outros se preocuparam com você – a vida parece menos sombria e solitária se alguém tiver tido um interesse tão favorável em nós. Visitar o doador permite que você fortaleça sua conexão com ela e lembre-se de como os outros o valorizam como indivíduo.

 

Espero que tenha curtido mais essa prática!

 

A Carta da Gratidão também é uma grande maneira de você voltar a conversar com alguém, perdoar coisas do passado, restaurar laços afetivos… aproveite!!

 

Grande beijo!

Ótima semana!

 

Luciana Cairo

FONTES: Sonja Lyubomirsky, Ph.D., Universidade da Califórnia, Riverside. Kristin Layous, Ph.D., Stanford University. Martin Seligman, Ph.D., Universidade da Pensilvânia

 

Caderno da Gratidão Turbinado [9 dicas científicas]

9 dicas espetaculares para se ter o melhor caderno de Gratidão. Um caderno da Gratidão Turbinado!

 

 

Olá!! Como vai?

 

Espero que muito bem!!

Fim de ano, correria, expectativas para um novo ano vão se formando… não é mesmo?

 

Para atender as expectativas de um ano novo de verdade eu irei nas próximas semanas dar uma reforçada no conteúdo de “práticas de gratidão”, com base em estudos científicos da Universidade de Berkeley, Califórnia.

Alguns assuntos podem não ser novidade para você que já é um praticante assíduo, mas sempre tem um detalhe ou outro que acrescenta e aperfeiçoa nossa prática.

Para os iniciantes será uma ótima oportunidade de ter novos conhecimentos sobre o assunto e, lógico, colocar em prática!

 

Hoje, trouxe a prática de usar um caderno, parece meio piegas em tempos de tanta tecnologia mas os benefícios são ótimos. Com essas dicas você terá um Caderno da Gratidão Turbinado!

 

Boralá!!

 

Caderno da gratidão Turbinado

 

TEMPO REQUERIDO:

 

15 minutos por dia, pelo menos uma vez por semana durante pelo menos duas semanas.

Estudos sugerem que escrever em um diário de gratidão três vezes por semana pode realmente ter um impacto maior em nossa felicidade do que diariamente. (recomendo diariamente quando estamos fazendo o desafio #28diasDe Gratidão e quando estamos implantando esse novo hábito)

 

 

COMO FAZER ISSO:

 

Não existe uma maneira errada de manter um diário de gratidão, mas aqui estão algumas instruções gerais à medida que você começou.

 

Anote até cinco coisas para as quais você se sente grato. O registro físico é importante – não faça este exercício na sua cabeça.

As coisas que você lista podem ser relativamente pequenas em importância (“O saboroso sanduíche que eu tive para o almoço hoje”) ou relativamente grande (“Minha irmã deu à luz um bebê saudável bebê”).

O objetivo do exercício é lembrar um bom evento, experiência, pessoa ou coisa em sua vida – então aproveite as boas emoções que acompanham.

Ao escrever, aqui estão nove dicas importantes:

 

1 -Seja o mais específico possível – a especificidade é fundamental para promover a gratidão. “Agradeço que meus colegas de trabalho me trouxeram sopa quando fiquei na terça-feira” será mais eficaz do que “Sou grata pelos meus colegas de trabalho”.

 

2- Aprofunde o assunto – Elaborar em detalhes sobre uma determinada pessoa ou coisa para a qual você é grato traz mais benefícios do que uma lista superficial de muitas coisas.

 

3 – Seja pessoal – Concentrar-se em pessoas a quem você é grato tem mais impacto do que se concentrar em coisas pelas quais você está grato.

 

4 – Experimente a subtração, não apenas a adição – Considere o que sua vida seria, sem pessoas ou coisas certas, e não apenas contando todas as coisas boas. Seja grato pelos resultados negativos que você evitou, escapou, impediu ou se transformou em algo positivo: tente não dar tal sorte por certo.

 

5 – Veja as coisas boas como “presentes” – Pense nas coisas boas em sua vida como presentes. Tente saborear e saborear os presentes que você recebeu.

 

6 – Saboreie surpresas – Tente registrar eventos que foram inesperados ou surpreendentes, pois estes tendem a obter maiores níveis de gratidão.

 

7 – Revise se você repete – Escrevendo sobre algumas das mesmas pessoas e as coisas estão OK, mas com aspectos diferentes em detalhes.

 

8 – Escreva regularmente – Se você escreve todos os dias ou uma vez por semana, um tempo regular para o caderno, então honre esse compromisso.

Mas…

 

9 – Não exagere – A evidência sugere que escrever ocasionalmente (1-3 vezes por semana) é mais benéfico do que um diário, todos os dias, a não ser que você esteja participando de um desafio ou esteja implantando esse novo hábito em sua vida. Isso pode ser porque nos adaptamos a eventos positivos e logo nos tornamos entorpecidos – é por isso que ajuda a saborear surpresas.

 

 

PORQUE DEVE FAZER:

 

É fácil identificar as coisas e as pessoas boas em nossas vidas, mas a pesquisa sugere que agradecer conscientemente por elas pode ter profundos efeitos no nosso bem-estar e relacionamentos. Este exercício ajuda você a desenvolver uma maior apreciação pelo bem em sua vida. De fato, as pessoas que rotulam expressar gratidão desfrutam de melhor saúde e maior felicidade.

 

Eu adorei essas dicas!

Espero que você também tenha gostado!!

 

Ótima semana

Abraços no coração!

 

Luciana Cairo

(fonte: Robert Emmons, Ph.D., Universidade da Califórnia, Davis/Sonja Lyubomirsky, Ph.D., Universidade da Califórnia, Riverside)