Lifestyle

Me permiti!

Me permiti!

 

Hoje me permiti acordar depois que senti que dormi suficientemente;

Me permiti colocar açúcar no café;

Me permiti andar e correr, sem olhar o tempo e a velocidade;

Me permiti, não contar as calorias;

Me permiti comer quando tinha fome;

Me permiti tomar toda a água da jarra sem ter que repô-la;

Me permiti tomar banho num horário não casual;

Me permiti amar mais que criticar;

Me permiti ler críticas e não me zangar com elas, apenas tentei enxergar como o outro;

Me permiti ouvir uma música de um artista que nunca vi;

Me permiti experimentar uma comida nova;

Me permiti usar uma roupa que há tempos não usava;

Me permiti ler um livro inteiro em um só dia;

Me permiti deixar para depois aquilo que depois terei que fazer mesmo;

Me permiti ficar com raiva;

Me permiti testar minha resiliência.

Me permiti amar as diferenças;

Me permiti respeitar as diferentes vidas que se manifestam ao meu redor.

Me permiti sorrir para as paredes;

Me permiti sorrir para quem me pisou os pés.

Me permiti comer uma bobeira à noite;

Me permiti cochilar;

Me permiti dormir na hora que o sono veio;

Me permiti sentir emoções o dia inteiro…

Me permiti rezar com a alma e sem ela;

Hoje, me permiti ser eu mesma, com defeitos, com vontades, com mais amor…

Me permiti

Ser humana!

 

Luciana Cairo

 

Avalie o custo!

Avalie o custo!

 

Como vai?

Tudo bem?

 

Eu estava aqui relendo alguns textos que publiquei esse ano e pedi ao meu anjo da guarda que me inspirasse algo para escrever para você hoje e, imediatamente, lembrei-me de uma anotação antiga no meu celular – “Avalie o custo!”

 

Seja qual for a decisão que você precisa tomar, pequena ou grande, ela terá um preço!

 

Se pensa em fazer um curso, isso terá um preço, de dinheiro, de tempo, de dedicação…Se desistir de fazer o curso, você pagará o preço também, de não se aperfeiçoar, de perder oportunidades, de ficar para trás…

 

Se pensa em mudar de trabalho, você pagará o preço…, de talvez acordar mais cedo, de participar de uma seleção dolorida, de encontrar novos desafios…Se continuar com seu mesmo trabalho, também vai pagar o preço…de sentir-se acomodado, de engolir os mesmos sapos, de sentir-se parado no tempo, de conviver com as mesmas pessoas por anos, de continuar fazendo o trabalho que não gosta…

 

O que te digo é que tudo tem um preço e você precisa avaliar o custo para saber se vale a pena!

 

Se quer mudanças profundas de vida mas não encontra tempo para praticar gratidão, vai pagar o preço…

Se quer ter equilíbrio e felicidade…

Se quer estabilidade financeira…

Se quer bons relacionamentos… Avalie o custo!

 

Toda ação tem reação, lembre-se disso!!

 

Um ótimo feriado!!

 

Beijos agradecidos!!

 

Luciana

 

Menos é mais

Hello!!

Tudo bem?

Eu estava assistindo a um documentário do Netflix (eles não estão me pagando nada por essa indicação…infelizmente! kkkk) chamado “Minimalista”.

São dois rapazes, infelizes com suas carreiras e vidas cheias de consumo que decidem viver com o mínimo necessário. O documentário é bem interessante e me trouxe duas reflexões completamente diferentes que quis compartilhar com você hoje.

1 – realmente precisamos de pouco para viver

Fiz uma reforma em casa, acho que até falei dela para você, e lógico, gastei mais do que o previsto e deixei para comprar os novos móveis de meu quarto depois. Com minhas roupas expostas numa arara e meus sapatos em um pequeno armário, comecei a perceber que usava poucas peças e poucos sapatos, porque realmente não preciso de todos eles. Os que uso com frequência são os que gosto mais, os que são mais confortáveis, os de melhor qualidade…

Com isso fui doando, doando e o volume de roupas e sapatos tem diminuído…e ainda acho que antes dos móveis novos chegarem, muitas coisas ainda serão doadas.

Te conto isso porque foi uma situação em que eu poderia estar triste ou com raiva, por estar sem os móveis, mas ao contrário, me trouxe clareza, desprendimento e tranquilidade, percebi que o menos é mais de fato.

Diariamente somos expostos por um bombardeio de propagandas que nos incitam ao consumo desenfreado e, muitas vezes desnecessário…consumimos sem perceber que na verdade estamos em busca de  preencher um vazio, buscando um prazer imediato, nada duradouro.

2- menos é mais

A segunda coisa que aprendi, na verdade foi um insight, é que mesmo sendo pouco gratos mas mantendo constância, temos resultados visíveis em nossa vidas.

Eu sei e já te falei que se você quer muitas bênçãos, pratique muita gratidão, se você quer poucas bênçãos, pratique pouco.

Hoje eu acrescento: se você quer resultados duradouros, pratique todos os dias, mesmo que seja pouco! Persevere! Todos os dias, mesmo que seja pouco.

Concluindo…queira coisas que realmente você precise, que farão você feliz de verdade, se preciso, reveja suas metas!

Pratique gratidão todos os dias, mesmo que seja pouco para ter uma vida equilibrada continuamente.

Lembre-se que em muitas situações, menos é mais!

Boa sexta e ótimo final de semana!!!

Abraços,

Luciana Cairo

Pare de falar gratidão

Pare de falar Gratidão

 

Exato!

Isso mesmo!

Pare de falar gratidão!

 

Cada dia mais, vejo as pessoas, principalmente nas redes sociais, escrever gratidão para cá, gratidão para lá…

Para um por do sol – #gratidão

Para uma coxinha – #gratidão

Para um dia bem sucedido – #gratidão

Para um presente recebido – #gratidão

#gratidão

#gratidão

#gratidão por todo o lado

 

Algum problema?

Sim!

Se sua #gratidão for da boca para fora!

 

A maioria das pessoas na rede mostra uma vida que não é real, uma vida perfeita e usam de palavras e poses para estar na vibe positiva…uma pena!

 

Uma vez presenciei uma pessoa tirando um self sorridente e logo em seguida brigar com seu marido enfurecidamente, pareciam duas pessoas em uma. Aposto que você também já presenciou algo do tipo…

 

São para essas pessoas que digo, pare de falar Gratidão!

Ao contrário, esforce-se para viver a Gratidão!

 

Quando você passar a viver a gratidão, suas postagens nas redes serão reais, serão muito verdadeiras, porque quem pratica gratidão, sente gratidão em todas as situações da vida até mesmo nas dificuldades.

 

Quem vive a gratidão sabe que em qualquer situação, boa ou ruim, há algo a se aprender, algo a ser renovado, transformado, algo que se pode ver com outros olhos…e que nos tornará humanos melhores.

 

Que seu sorriso de self seja cada vez mais lindo, de dentro para fora, vivido intensamente!

 

Pare de falar gratidão, Viva a Gratidão!

 

Com amor,

 

Luciana Cairo