Espiritualidade e Fé

Agradeça antes…, que a graça desce!

Agradeça antes…, que a graça desce!

 

Li isso por aí e achei muito bonitinho!!

 

Gratidão é a graça descendo…

 

Tudo bem com você?? Espero que sim!

 

Aqui é a Luciana mais uma vez…

 

Não sei se essa definição é certa mas é pelo menos amorosa, quando a gente agradece, a graça desce!

 

E é isso mesmo o que acontece!

 

Uma mente grata não tem espaço para pensamentos ruins. Não dá espaço para doenças ou qualquer outro tipo de negatividade; logo, está aberta para receber coisas boas, coisas com significado, coisas que nos deixam felizes…

E por graça, além da Graça Divina, você pode entender como sendo as coisas que você deseja: um amor, um trabalho, paz, uma viagem, uma casa, um curso…

 

E como fazer com que aquilo que você deseja chegue até você?

Agradeça antecipadamente!

Agradeça por uma coisa que ainda não aconteceu como se já tivesse acontecido. Vivencie os sentimentos da situação e sinta-se dono daquele momento, daquele desejo, daquela graça, aí, sem você esperar, mas no momento certo e oportuno, a coisa acontece!

A graça desce!!

 

Desejo que suas graças desçam abundantemente!!

 

Grande beijo!!

 

Boa semana!

 

Luciana Cairo

 

[CUTUCADA] O Erro Consciente e suas Consequências

Olá, bom dia!!

Como vai?

 

Neste exato momento estou escrevendo, com o barulho da chuva batendo na minha janela…que sensação boa!

Mas hoje eu não vim falar sobre uma coisa muito agradável, na verdade, vim dar uma cutucada em você!!

Nos últimos tempos, temos ouvido muito que o erro faz parte da nossa aprendizagem, e sim, como educadora e treinadora de pessoas, concordo com isso. Quando nos permitimos fazer coisas novas, há uma margem de erro que consideramos parte do novo desafio, e aprendemos com ele. Sou adepta da frase que diz, antes feito do que não feito, incentivo as pessoas a fazerem, fazerem, fazerem…melhor conviver com os erros do que se arrepender de não ter feito!

Essa é uma parte, o erro que faz parte da vida…

A outra parte, é o erro consciente, ou pelo menos quase!

Esse, por mais que nos esforçamos, cometemos, por que somos humanos.

Esses erros são aqueles mais conscientes, que causam algum tipo de desordem no universo – prejudicam alguém ou a você mesmo.

Esse tipo de erro tem consequências. Mentirinhas, trapaças, fofocas, omissões…uma lista enorme…

Quanto mais fico experiente (para não dizer velha!), minha capacidade de enxergar esse tipo de erro, aumenta. E isso é dádiva da idade.

Veja só, um pai de família que perdeu seu emprego por motivo de mentira na empresa e que há mais de um ano não consegue recolocação e como consequência, a família sofre a falta de recursos financeiros.

Por omissão, o casal não tinha o diálogo necessário para reestruturar sua relação. Como consequência, a família foi desconstituída e o sofrimento sentimental se estabeleceu entre seus membros.

São exemplos pontuais, claro que possuem outras variantes, mas servem para ilustrar como atos ou omissões trazem consequência em nossa vida e na vida das pessoas que amamos.

Mas como saber se estamos cometendo esse tipo de erro?

Nossa própria mente faz o alerta, não é mesmo? Nossa formação moral, nossos valores, nos dão o sinal.

Portanto fiquemos alertas, vigiando a nós mesmos para que ao longo de nossa vida corrida, possamos escutar nossa sineta interna de alerta!

 

Um excelente dia consciente para você!

Com amor,

 

Luciana

SEGREDO REVELADO – Por onde começar sua mudança…

 

Olaaaaaaá!!

 

Tudo certinho?

 

 

Hoje eu vim compartilhar com você um segredo da minha jornada como coach.

 

Depois desse email, não será mais segredo, aí você pode espalhar para o mundoooo!

 

Eu já atendi muita gente. Muita mesmo! De diversas idades, de diversos lugares, com diversos problemas… e muitas delas, acredite, não precisavam de coaching.

 

Sério! O coaching não era para elas, por isso, não seguimos com o processo.

 

Faz parte da minha prática, fazer uma primeira sessão, sem compromisso, para avaliar se o cliente está apto para seguir com o processo e se o coaching vai ajuda-lo na necessidade que ele me traz.

 

Daquelas pessoas que o coaching é indicado, há uma coincidente unicidade: grande parte não sabe o que realmente quer e por onde começar.

 

E isto pode estar acontecendo com você.

Talvez você não saiba o que realmente quer, talvez não saiba por onde começar.

 

É verdade que há momentos da vida que tudo parece estar envolto em um furacão: os relacionamentos vão mal, você está impaciente, sem vontade de viver, seu trabalho está ruim, achando tudo um “saco”! E parece que tudo aquilo que você deseja é uma mera ilusão, um passa tempo…

 

O que quero te dizer com isso é que o desequilíbrio de uma parte de sua vida, reflete em outra, e em outra, e, às vezes, em todas, tornando sua vida insuportável!

 

Agora lá vai o meu segredo…meus clientes chegam com todas essas queixas de desequilíbrio e se esquecem daquela área que sustenta todo o restante: A parte espiritual!

 

Isso mesmo! Espiritualidade!

 

Aconteceu comigo também! Cheguei em um ponto que via só o material, só o humano, minha espiritualidade, tinha ficado para depois, porque estava sem tempo para isso!

 

E te digo com toda a certeza de quem passou por isso e que vê nos clientes a mesma coisa: Cuide do seu espírito!!

 

Volte para a sua igreja, faça suas orações, peça, glorifique, agradeça!

Você verá que as mudanças começarão a encontrar caminhos mais fáceis!

Esse é o segredo!

 

Fé e luz para você!!

 

Grande beijo!

 

Luciana

 

(Eu sou católica! Fui catequista, cantei numa banda de evangelização e hoje, participo em uma capela na Serra da Cantareira em SP, cuidada pela ordem religiosa dos Arautos do Evangelho)

 

“Somos seres espirituais, vivendo uma experiência humana.” – Teilhard de Chardin

 

 

 

 

A DOR nossa de cada dia!

Sei que alguma coisa dentro de você dói neste momento!

 

Doença física ou mental, relacionamentos, família, dinheiro, desesperança, medo…a dor nossa de cada dia…cada um tem a sua!

 

Cada um sabe da sua dor e mais que isso, o tamanho dela!

 

Ninguém consegue medir a dor alheia, pois o que para você pode ser pequeno, para aquela pessoa que sente, a dor pode ser aterrorizante!

 

O tamanho da dor depende de como é nossa vida, nossas crenças e nossa aceitação do momento que se vive.

 

Engana-se quem acha que ir em busca e conquistar a vida que se quer, o priva das dores.

 

A dor é uma condição humana e nos acompanha até o final de nossos dias, isso é uma verdade! Pequena ou grande, aparecerá mais ou menos vezes em nossas vidas, indubitavelmente.

 

Mas não se assuste! A dor tem seu lado positivo!

Ela nos torna fortes (embora muitas vezes nos sentimos extremamente fracos) faz procurarmos por novas possibilidades e modela nossa capacidade de empatia, nos tornando seres mais humanos.

 

Se sua dor está insuportável, vai aqui minha pergunta de hoje para você…como anda sua vida espiritual?

 

Porque, às vezes, a dor nasce quando não estamos querendo viver a vida que Deus nos propõe e de nada valem sonhos, metas, mudança de mindset, foco ou qualquer outra técnica, se você não está no caminho de seu propósito mais profundo.

 

A dor nossa de cada dia existe. E existe para todos. Você não está sozinho nesta!

 

Portanto, Avante!

 

Ótima semana!

 

Luciana