Hobbies

11 Filmes sobre gratidão (ou quase!)

Olá!

Tudo bem com você?

Espero que sim!

Antes de mais nada queria lhe dizer que mesmo sem conhecê-lo pessoalmente, rezei por você e por suas necessidades na missa de hoje (aliás aconteceu uma coisa interessante lá hoje, se quiser saber, clique aqui!)

Recebi um pedido de um leitor para que eu indicasse filmes que falassem de gratidão! 

Fui pesquisar e especificamente sobre gratidão não encontrei nada que pudesse indicar, mas tenho na minha coletânea pessoal, uma lista de 11 filmes sobre gratidão (ou quase!)  que valem muito a pena assistir, pois servem de inspiração para aqueles que buscam  exemplos “do bem”! 

A gratidão está presente nos filmes de forma indireta, por outro lado, os filmes passam mensagens importantes para nossas vidas.

Veja só:

1- Uma boa mentira

2- Maos talentosas

3- A corrente do bem

4- A procura da felicidade 

5- Um sonho possível 

6- Invictus

7- Quem quer ser um milionário 

8- Patch Adans – o amor é contagioso

9- Intocáveis 

10- A vida é bela

11- O aluno

(Tenho outros…depois te conto mais! Alguns dos filmes estão disponíveis no Netflix!)

Espero que goste!!

Bom cinema pra você!

Depois me conta a experiência, ok!??

Bjs

Luciana

———–

Ahhhh! Dessa lista, os meus preferidos são os números 4, 5 e 9! ❤

Quando eu quero ouvir música (acontece sempre!)

Uma das coisas que considero parte de uma vida em equilíbrio é saber as coisas que se gosta e que se sente prazer, não é mesmo?

Houve um tempo da minha vida em que eu mal sabia o que gostava de fazer.

Resgatar as raízes, aquelas coisinhas que gostávamos de fazer quando criança ajuda muito.

Você se lembra como dançava e cantava sem preconceitos?

Se lembra como se entregava a um livro? O mundo podia acabar…

Se lembra como gostava de ver as nuvens e dar formatos a elas..

Muitas coisas…

Cada um de nós tem seu conjunto de coisas que dão prazer.

Eu tenho as minhas e uma delas é sem dúvida, a música.

Sou bastante eclética, gosto de variados artistas e estilos, mas confesso, ser bem chata, a música tem que ter qualidade.

Mais que um hobby, a música é uma ótima auxiliar para integrar ou mudar o estado que estou vivendo, se estou mais introspectiva, tenho minha lista, se estou eufórica tenho outra…e assim vai…

Vivemos tempos maravilhosos da tecnologia e temos acesso a uma infinidade de músicas, é a democratização musical de fato, todos tem a sua vez, desde artistas renomados aos novatos, basta que você escolha em um toque.

Quando eu quero ouvir música (acontece sempre!) eu uso dois recursos que gosto muito, o primeiro é o Youtube e o segundo, um app querido, o Spotfy. (Só para esclarecer, não estou ganhando nada por essa divulgação, ok? Puro compartilhamento amigo!)  Só gastando a internet, tenho o mundo aos meus ouvidos!

Me divirto, me transformo, me permito!

E você, usa alguma plataforma diferente para ouvir suas músicas? Conta prá gente!

 

Um beijo

L.

 

Ha,ha,ha! Metas de diversão!

Ha,ha,ha! Metas de diversão!

 

Vamos direto ao ponto. Hoje é dia de falarmos sobre metas de diversão. Isso mesmo! Nunca pensou nisso, né? Pois bem, diversão também faz parte da nossa vida e tem papel essencial para nosso equilíbrio.

 

Como diversão podemos considerar aventuras como fazer uma caminhada em uma montanha, realizar um mergulho, fazer uma festa especial…diversão e aventura estão juntas neste contexto.

 

1- tire 5 minutos do dia de hoje para pensar nas possibilidades de diversão e aventura que deseja realizar nesta vida. Que eventos gostaria de participar? Quais aventuras gostaria de ter?

2- dê um prazo para a realização de cada meta.

3- destaque a meta principal a ser realizada em um ano e escreva o porquê de fazê-la.

 

Programe-se! Divirta-se!

 

Abraços

 

Luciana

 

Tá complicado escrever suas metas sozinho? Participe conosco da Oficina de Metas! Saiba Mais!

Pão e valores!

Pão e valores!

 

Das minhas lembranças de criança, fazer pão caseiro com minha mãe é uma das mais agradáveis.

 

E isso se tornou um hobby. Adoro fazer pães, já experimentei várias receitas, vários modos de preparo e cheguei na minha própria versão, hoje, mal uso receitas, vou criando e a cada fornada uma surpresa de sabor. Hoje fiz um de aveia!

 

A cada pão que fazia com minha mãe, ela mergulhava a gente em histórias da sua mãe, minha avó.

 

A cada fornada de pães caseiros, reforçavam-se em mim valores próprios de minha família.

 

Minha avó era filha de imigrantes, morava na fazenda e o pão era feito uma vez por mês…tiravam um dia inteiro para fazer cerca de 30 grandes pães.

 

E hoje, quando eu sovava minha massa, todas essas lembranças vieram a minha mente e me encheram de emoção.

 

A maneira de fazer pão da minha avó era diferente da maneira de minha mãe e diferente da minha maneira, mas o sentimento de prover alimento e prazer à perpassa por todas as gerações.

 

Fazer pão aqui em casa é motivo de festa, todos gostam de participar, de ouvir as histórias enquanto amassamos o pão ou quando esperamos que a massa cresça.

 

E quando pronto?

 

É o auge da satisfação, tanto para quem fez, quanto para quem come!

 

Como tradição, nunca comemos nosso pão caseiro sozinhos, ele é repartido com outra família, alegramos outros estômagos que o recebem cheios de alegria e gratidão.

 

E, assim, de mãe para mãe, valores de amizade, de doação, de amor, de gratidão aos antepassados vão se dissipando pelas gerações em pequenos momentos, momentos mágicos e únicos que estão presentes em nossas vidas e que muitas vezes nem nos damos conta.

 

Eu preservo e cultivo esses valores nos meus filhos, porque não haverá futuro digno, se o passado não for respeitado e valorizado. E assim, aprendendo com o que já foi feito, vamos aprimorando e fazendo cada vez melhor.

 

Abraços valorosos!

Luciana Cairo

Já conhece nosso projeto Mães de Valor?

Clique aqui, conheça e faça parte!

11696811_1014870248523250_885785955_n