Coaching

4 mitos sobre a Gratidão

4 mitos sobre a Gratidão

 

Olá meu querido leitor!

 

Como vai você?

 

Espero que tenha praticado gratidão e sentido muito bem!

 

Quero compartilhar com você 4 mitos sobre a gratidão, que não sou eu quem descobriu mas sim, um dos principais pesquisadores do impacto da gratidão na vida das pessoas, Dr. Robert Emmons.

 

Para ele e para mim também, há algumas concepções erradas em relação ao tema que mantém muita gente afastada do assunto, perdendo a oportunidade de usar desse maravilhoso recurso de conquista de equilíbrio e qualidade de vida.

 

Vamos à desmistificação desses mitos:

 

 

  • Mito 1: Gratidão nos torna complacentes e nos faz aceitar as coisas mesmo quando não temos o suficiente.

Na verdade, um estudo de seis semanas mostrou que as pessoas que começaram a fazer exercícios relacionados à gratidão trabalharam mais para atingir seus objetivos e conseguiram em média 20% mais progresso. A gratidão, ao contrário de tornar as pessoas complacentes, as fazia se sentir mais satisfeitas com seus progressos e seguir adiante com mais determinação, portanto, mito quebrado!

 

  • Mito 2: Gratidão é só uma maneira fofinha de pensamento positivo.

No processo de práticas sérias de gratidão, não se fica apenas “pensando positivo”.

Exercícios sérios, como os presentes em meu ebook – “Outros #28DiasDeGratidão” mexem com sentimentos negativos a fim de restaurar momentos, ressignificar situações para que se tenha recursos para dar a volta por cima!

De acordo com o pesquisador, a gratidão pode vir acompanhada por emoções negativas oriundas da constatação de que somos dependentes ou estamos em débito, também, com outras pessoas.

 

  • Mito 3: Não dá para ser grato em momentos difíceis da vida.

Pelo contrário: a gratidão pode ser uma ferramenta muito útil em momentos difíceis e pode ajudar-nos a enxergar o lado cheio do copo, minimizando os sentimentos negativos que surgem quando as coisas vão mal.

Quando peço aos praticantes que tenham um caderno para registrar suas gratidões, estou pedindo que tenham um poderoso recurso para momentos difíceis, pois reler as gratidões anteriores auxilia em muito, a superação dos desafios.

 

  • Mito 4: Gratidão é coisa de gente religiosa.

 

Embora pessoas religiosas costumem demonstrar maior preocupação em serem gratas, qualquer um pode praticar a gratidão. A gratidão, para a ciência, não está relacionada diretamente à crença em um deus. É um sentimento de agradecimento em relação a si mesmo e a outras pessoas.

 

Por fim, penso que quem não pratica só tem a perder…não é mesmo?

Taí, agora você já tem mais alguns argumentos para conversar com àquele amigo que duvida dos benefícios da gratidão.

 

Beijos no coração!

 

Ótimo final de semana!!

 

Luciana Cairo

Ps. Ahhh! Quase me esqueci! Lá no meu canal do Youtube eu coloquei em vídeo( \0/) o Desafio #28DiasDeGratidão baseado no livro Magia da Rhonda Byrne…você não tem mais desculpa para não fazer…

 

 

Meu dia dos namorados – parte 1

Oieee!!

Tudo bem?

Aqui, agora, sim, tudo bem!

 

O dia dos namorados é que foi bem agitado mas tirei boas lições que vou compartilhar com você em duas partes.

Então…, no dia dos namorados tive uma dor imensa no pescoço, eu já estava com um pouco de torcicolo, mas na segunda-feira foi o auge!

Fiquei tão ruim que não mexia mais a cabeça e não conseguia engolir…começamos a ficar preocupados e, moral da história, passamos a noite dos namorados no hospital! Nheee!

Cheguei no hospital com a pressão arterial altíssima por conta da dor e logo fui atendida.

Ai é que entra a primeira parte do meu aprendizado desse dia.

Com muita dor, com dificuldades para engolir, de respirar e com uma tremedeira que não sei de onde veio, estava eu, na enfermaria sendo medicada.

Muitas pessoas ao meu redor, meu marido lá fora, mas me senti inteiramente sozinha.

Só eu.

Depois eu e Deus.

E, ao meio do caos, pensei sobre a morte.

E se fosse aquela hora?

Não poderia abraçar meus filhos pela última vez, não poderia dizer o quanto amava meus pais, ou o quanto meu marido foi importante na minha vida.

Naquele momento, percebi que só o amor vale! Só o amor fica! Só o amor vai com você.

E senti muita gratidão!!

Gratidão por ter aprendido a declarar meu amor e gratidão em pensamentos, palavras e ações diariamente e que se eu partisse naquela noite, estaria tudo bem. Eu estaria satisfeita.

 

E você? Se soubesse que iria morrer daqui a uma semana, o que faria?

 

Não deixe de declarar seu amor e sua gratidão às pessoas que você quer bem!

 

Que tal começar hoje?

Uma excelente semana!!

Depois conto a outra parte! E, sim! Eu já estou ótima! Obrigada!!

 

Grande beijo!

Luciana Cairo

 

Elimine o que não te faz evoluir

Oioi!!

Tudo bem?

Quem é vivo sempre aparece, não é mesmo?

Estou dando uma geral por aqui!!

Sabe aquela hora que não dá mais para adiar uma coisa e você precisa fazer? Pois bem! Estou vivendo uma delas agora.

Reformando a casa. Cansa só de escrever…kkkk

E para que o novo entre é necessário que o velho se vá!

É claro que alguns “velhos” ficaram, porque trazem memórias, ainda são úteis ou pelo simples fato de eu ter apreço por eles.

E outros, aqueles que não me fazem evoluir, foram embora por doações e para o lixo mesmo…

O que estou aprendendo com esse momento é que para se ter o que quer é preciso passar pelo caos. Caixas por todo o lado, poeira em todo o lugar, desconforto.

Mudanças são desconfortáveis. Dão trabalho. Cansam.

Arrancar aquilo que não te deixa evoluir, seja lá o que for, é difícil.

Deixar ir aquilo que não te serve mais, mas reconhecer que em algum momento foi bom para você, sentir gratidão por isso, é libertador!

Assim também, acontece em outras áreas de nossas vidas, temos que deixar as mudanças necessárias acontecerem, eliminar aquilo que não nos deixa evoluir, agradecer por elas e deixar ir…

A gratidão ajuda a gente a desentulhar a casa e a alma.

Aproveite o momento…elimine o que não te deixa evoluir, agradeça e deixe fluir…

 

Ótima semana!!

Beijos de gratidão!

Luciana

A gratidão setorizada

Helloooo!

Como vai você?

 

Como prometi, hoje vou falar sobre a gratidão setorizada.

Semana passada falei sobre as duas coisas que indicam e atestam que você vive em gratidão e citei sobre a gratidão setorizada.

 

Gratidão setorizada, como a própria palavra diz, entende-se como a gratidão agindo em setores ou áreas de sua vida.

A área ou setor em que você é mais grato é onde você certamente possui os resultados que deseja.

 

Para exemplificar podemos distribuir nossas vidas em setores como: relacionamentos, trabalho, saúde, desenvolvimento pessoal, aspectos financeiros, contribuição social. Em cada área dessas, podemos ainda, criar novas subdivisões, como por exemplo, em relacionamentos, ter os setores de relacionamento amoroso, relacionamento social ou de trabalho.

 

E como a gratidão é setorizada, se você é grato de forma genérica nem sempre, você obtém os resultados almejados.

 

Dizer, sou grata pela minha saúde é diferente de declarar que sou grata pelo bom funcionamento das minhas pernas, por exemplo.

Dizer que sou grata por mais um dia de vida, é diferente de dizer, sou grata por estar viva e poder realizar as atividades em prol de meu propósito.

 

Consegue compreender?

 

A gratidão é um grande aliado para que todas as áreas da vida fiquem em equilíbrio e esse será um dos nossos exercícios na 1ª Manhã de Gratidão, identificar quais setores estão travando nosso desenvolvimento e encontrar as possibilidades para que tudo volte a fluir.

 

Para esta semana, desejo que você foque na área quer expandir!

 

Ótimo final de semana!

 

Luciana Cairo

Life Coach