Produtividade

3 dicas para promover Gratidão no Trabalho 

3 dicas para promover Gratidão no Trabalho

Olá, tudo bem?

Muito se tem falado da gratidão e de suas práticas no âmbito pessoal, mas será possível promover Gratidão no trabalho?

É sobre isso que quero falar hoje com você!

De acordo com uma pesquisa de 2.000 americanos divulgada no início deste ano pela Fundação John Templeton, as pessoas são menos propensas a sentir ou expressar gratidão no trabalho do que em qualquer outro lugar.  Eles não são gratos por seus empregos atuais, excluindo o trabalho da lista de coisas que eles agradecem.

Concretamente, apenas aqueles que ganharam US $ 150.000 ou mais provavelmente expressariam qualquer gratidão por seus trabalhos, de acordo com a pesquisa de Templeton.

Isso sugere um dos fatores que prejudica a gratidão no trabalho: poder e desequilíbrios de pagamento.

 

Os benefícios da gratidão vão além de um senso de auto-estima, auto-eficácia e confiança entre os funcionários.

Quanto maior o número de experiências de gratidão que as pessoas tem em um determinado dia, melhor elas se sentem.

As pessoas que mantem isso durante pelo menos duas semanas mostram aumento significativo da felicidade, maior satisfação com a vida e maior resiliência ao estresse.

 

Construir uma cultura de gratidão no trabalho não é fácil, mas a ciência diz que vale a pena.

Então, aqui estão três dicas testadas pela pesquisa para promover a gratidão no trabalho.

 

  1. Comece no topo.

 

Esta é uma das ofertas mais claras da pesquisa em gratidão no local de trabalho: os funcionários precisam ouvir “obrigado” pelo chefe primeiro. Isso porque expressar gratidão pode fazer com que algumas pessoas se sintam inseguras, particularmente em um local de trabalho com histórico de ingratidão.

Cabe às pessoas com poder, de forma clara, consistente e autentica, dizer “obrigado” em configurações públicas e privadas.

 

  1. Aponte para qualidade, não quantidade.

 

Forçar as pessoas a serem gratas, não funciona.

Forçar alimenta os desequilíbrios de poder que minam a gratidão em primeiro lugar, e isso pode tornar as expressões de gratidão como inautênticas.

A chave é criar tempos e espaços que promovam a expressão voluntária e espontânea de gratidão.

Os estudos mostram também, veja que interessante, que tentar ser agradecido todos os dias, forçar-se a ser agradecido, induz a fadiga de gratidão.

Então, como ser autêntico?

Os detalhes são decisivos.

Quando você é específico sobre os benefícios de uma pessoa, ação ou coisa, aumenta a sua própria apreciação – e como dizer a pessoa que você está prestando atenção, ao invés de apenas passar por ela.

 

  1. Fornecer muitas oportunidades de gratidão.

 

Quando as pessoas são agradecidas por seu trabalho, eles são mais propensos a aumentar seu comportamento de ajuda e a fornecer ajuda aos outros.

Mas nem todo mundo gosta de ser agradecido – ou gosta de dizer “obrigado” – em público. Eles podem ser tímidos ou genuinamente modestos.

A chave é criar muitos tipos diferentes de oportunidades de gratidão como criar uma “Parede de Gratidão” onde os funcionários possam escrever pelas coisas que são gratas, é um bom recurso para a expressão coletiva da gratidão.

Mas esse tipo de projeto funcionará melhor se for incentivado o “obrigado” para que atinja seres humanos reais em vez de coisas. Todos nós somos gratos pelo café, por exemplo, mas a gratidão deve ser para Maria, a assistente administrativa que faz café todas as manhãs.

 

É preciso investir esforços para que a Gratidão possa ser vista como mais uma habilidade de carreira, que a podemos cultivar ao lado de habilidades como comunicação, negociação e liderança.

É algo que qualquer um pode aprender e pelo qual todos podem se beneficiar.

 

Que tal promover Gratidão no trabalho?

Abraços,

Luciana Cairo

(adaptação do texto – “Five Ways to Cultivate Gratitude at Work” – GGSC)

Como ser Multitarefa e eficiente!

Como ser Multitarefa e eficiente!

 

Tá muito na moda dizer que se é multitarefa! Mas dá para ser multitarefa e eficiente? Não sei.

As pesquisas dizem que não.

Ser multitarefa é diferente de ser multipotencial (disso falamos depois, ok?)

Quando fazemos mil coisas de uma só vez, o seu tempo some, pode ter certeza e, além de estar atolado de afazeres, vai ganhar aquela sensação horrorosa de ter se matado de trabalhar e não ter feito nada.

Quando você for fazer algo, evite as distrações, feche seu email, desligue-se das redes sociais e, se possível, o telefone.

Foque na atividade.

Além disso, dê pequenas pausas. Levante-se, tome uma água ou um café (hummm!) e volte ao trabalho.

Se você se lembrar de algo no meio da tarefa, anote, para providências futuras e para que essa lembrança não se torne uma ansiedade.

Volte e termine seu trabalho.

Uma lista de prioridades, sempre ajuda a definir o que deve ser feito primeiro.

Fazendo uma tarefa por vez, seu tempo vai render mais e você poderá até fazer mais de uma em um dia só, podendo dizer que é multitarefa e eficiente, mas uma de cada vez!

No trabalho também é possível buscar uma vida equilibrada!

 

Fica a dica!!

 

Abraços,

 

Luciana

7 formas de dizer NÃO

Já passou pela sua cabeça que você não está dando conta de muita coisa porque não consegue dizer NÃO?

Ser uma pessoa boa, querida ou competente não significa que você precisa dizer sim para tudo.

Muitas pessoas tem dificuldades em dizer não, porque tem medo de não serem aceitas ou estarem colocando seu nome na lista dos profissionais a serem cortados.

O fato é que dizer NÃO é difícil mesmo, mas podemos desenvolver habilidades que nos ajudarão na negativa nossa de cada dia. Dá uma olhada:

  • Tenha CLAREZA do que é importante para você – saber o que é importante ajudará você a dizer não. Se você tem um planejamento semanal, mensal, anual…se você sabe quais resultados quer, você tem conhecimento do que é importante para sua vida, seja no âmbito pessoal ou profissional.
  • Seu TEMPO é limitado – e as tarefas e pedidos são frequentes. Tenha domínio sobre sua agenda. Nela você até pode deixar alguns espaços para atender algum pedido fora de hora, porém, não se sinta culpado em dizer não. O tempo é seu e, tanto você, quanto o outro, precisa respeitá-lo.
  • QUESTIONE! – quando te pedirem algo, pergunte se é realmente necessário, pergunte se outra pessoa não pode fazê-lo em seu lugar, questione o valor da tarefa.
  • ARGUMENTE – tenha argumentos verdadeiros. Não invente mentiras para escapar do Não. Normalmente as mentirinhas servem mais para você se justificar a você mesmo e pouco impactam na situação.
  • Sim ou não. Talvez, NUNCA. – o “Talvez” gera esperança no outro que você vai resolver a situação a qual não pode gerenciar no momento. Analise o pedido, indique soluções mas seja firme no seu sim ou não.
  • Diga SIM. – há situações que o sim é a única resposta, aquele jantar no cunhado chato ou aquela reunião de relacionamento da empresa…é vero! Acontece! A dica é reservar um dia ou horas para isso.
  • Não ao BOSS – e se você precisar falar não ao chefe? Mostre sua lista de prioridades profissionais e o que você deseja alcançar como resultado. Para isto você precisa estar muito bem integrado com seus compromissos.

Dizer NÃO dói! As vezes mais na gente do que no outro. Mas se buscamos ser profissionais e pessoas equilibradas, precisamos adotar essa postura de respeito próprio.

Ser corajoso ajuda! E a coragem também podemos desenvolver, mas esse assunto fica para o próximo capítulo!!

 

Viva em equilíbrio!

Luciana

 

Agenda lotada? O que fazer primeiro?

Há dias, que por mais que você tenha uma boa gestão de tempo, sua agenda lotada tem compromissos caindo pelas páginas, não é mesmo? Aí vamos deixando uma coisa aqui, outra ali, até que o grande caos acontece! Com tantas pendências como organizar uma nova semana?

 

Aqui vão 5 dicas que uso no meu dia a dia e tem dado certo:

  • Qual é o tamanho do caos da sua agenda?

Para ser bem prática, eu costumo listar tudo que preciso fazer ou deixei de fazer, reuniões, atividades, compras, e-mails…Com tudo escrito, consigo visualizar o tamanho do problema.

  • Classifique as atividades.

Se as atividades estão aí até agora é que não eram tão importantes para você. Analise cada uma delas, veja o que pode ser excluído ou delegado a alguém. Nas atividades restantes, aquelas que você fará, mensure o tempo que gastará em média com cada uma.

  • Faça um planejamento

De posse dessa lista, planeje a execução das mesmas e lembre-se de priorizar as urgências. Nesta semana de colocar a casa em ordem, diga não às atividades que roubam o seu tempo, diminua ou evite as reuniões e seja realista com sua situação.

  • Peça ajuda

Isso mesmo! Peça ajuda a seus parceiros, familiares, chefes, seja lá quem for que participa de sua vida pessoal ou profissional a qual sua agenda anda atolada. Negocie!

  •   Comprometa-se com você.

Ninguém mais quer ver sua agenda redonda mais do que você, portanto, comprometa-se em cumprir seu planejamento. Talvez você precise trabalhar um pouco mais, mas valerá a pena

A organização da sua agenda fará grande diferença em seu dia a dia, trazendo-lhe segurança e equilíbrio para realizar seus projetos e sonhos, portanto, vale a pena dedicar-se a fazer com que ela aconteça de verdade.

 

Luciana