Uncategorized

Mães de Valor

11692983_1022093931135071_1431092689_nMães de Valor

 

Mães de Valor é um projeto que está sendo co-criado por mais de 20 mulheres que desejam compartilhar suas experiências em viver suas múltiplas tarefas de forma equilibrada.

 

O projeto compartilhará valores, histórias e sonhos para que, mulheres e mães, conectadas, possam apoiar umas as outras no dia a dia, no autoconhecimento, empreendedorismo e missão!

 

Não é verdade que nós mães, as vezes nos sentimos cansadas, sem estímulo e sem direção? Queremos cuidar de nossa família, queremos deixar a casa e as atividades em ordem, queremos ser reconhecidas, queremos ter nossa própria renda,…queremos realizar nossos sonhos e não sabemos por onde começar ou em quem nos apoiar.

 

Nesta grande rede de mães que se forma por todo o Brasil, teremos o necessário para conquistarmos uma vida em plenitude.

Mães de Valor terá espaço para textos, vídeos, conteúdos e encontros exclusivos a fim de apoiar as mães em suas mais diversas necessidades.

 

E mais! Você, mãe, poderá colaborar conosco, expor suas necessidades e contar sua experiência para que sirva de exemplo e motivação para outras mães mundo afora!

 

O que está esperando?

 

Venha fazer parte da rede “Mães de Valor”!

setas-para-baixo

Clique Aqui para FAZER PARTE e receba grátis o ebook

“28 Ideias Inspiradoras para Mães trabalharem a partir de casa”

M.M.A. – Duas lições que aprendemos com Rodrigo “Minotauro”

Já  faz um bom tempo que o famigerado MMA invadiu a nossa telinha, e reuniu com bastante rapidez uma legião de fãs. E o número de academias não para de crescer. Recentemente pudemos conhecer uma das figuras mais emblemáticas deste meio, o Rodrigo “Minotauro” Nogueira. Na sua infância foi atropelado por um caminhão e ficou em coma por quatro dias; ficou  cerca de nove meses em recuperação num hospital e sua mãe recebeu a notícia de que jamais voltaria a andar. No entanto, passados vários anos, superou o prognóstico negativo e se tornou um astro que por três vezes arrebatou o cinturão de ouro.

10154281_867789113231365_2312983503725538554_n

Nesse encontro, o que mais nos marcou foi o relato de uma de suas lutas mais difíceis, quando após ter sido massacrado durante três rounds pelo gigante Bob Saaps ,encontrou a estratégia correta para vencer a luta e ganhar o título mundial no Pride de 2002. No momento mais difícil daquela luta, ele olhou para seu Coach, perguntando num olhar : “e agora, o que eu faço?” – a resposta que obteve foi : “não olhe prá mim, olhe prá frente!” E foi a partir daquelas palavras do Coach que o Minotauro venceu uma luta histórica!

A primeira lição que aprendemos foi a importância de ouvir com atenção as pessoas que se preocupam conosco e ter a humildade em reconhecer que não temos todas as respostas. E nas dificuldades da vida, o quanto faz falta uma palavra de incentivo, de apoio, para saber que não  estamos sós e que estamos na direção certa!

A segunda lição foi que, mesmo quando tudo parece conspirar contra nós, ainda resta uma esperança para reverter uma situação desfavorável.Como diria Rodrigo Minotauro:desistir, jamais!

E você? Está enfrentando algum desafio aparentemente impossível de vencer? Que tal então, refletir sobre estas duas dicas sobre superação?

Vá e vença!

 

Braz e Luciana

 

Pequenas coisas que valem ouro

Experimento a cada dia pequenas coisas que valem ouro! Logo pela manhã gosto de ler ao pé da minha janela, enquanto ouço o canto dos pássaros que se aninham na mangueira do quintal vizinho.

Esta manhã não foi diferente. Um ventinho frio soprava os meus pés, ainda de chinelos, enquanto eu lia meu livro da semana.
E por volta das 9 horas, uma voz ressoou lá do quarto: “- mãe?!”
E uma bela princesinha desceu as escadas e pulou em meus braços com o mais lindo sorriso que alguém pode dar ao levantar!
Beijei seu rosto e seu cangotinho e ela de olhos fechados, curtindo o momento, pediu um pouco mais. (Vale mais que ouro!!!)
A alegria dela é contagiante! Ela sorri, dá carinho, e proclama diariamente…”eu estou animada!”
Há tempos tenho o hábito de observar pequenos acontecimentos na minha vida que remetem a grandes aprendizados. Desse, tiro duas observações.
A primeira é em relação a postura da Malu ao acordar, um exemplo a seguir. Seu sorriso e alegria são formas naturais de gratidão por mais um dia que se inicia. Sua declaração de animação coloca-a num estado de ação para o que der e vier!
Eu mesma, já acordei emburrada, entristecida, de mau humor e de pouco amor. Quem nunca?
O segredo é imitar os pequeninos!
Tenho me comprometido em dar graças, no meu caso, a Deus, pela vida, antes mesmo de abrir os olhos na minha cama, penso em coisas e pessoas que me alegram e que me deixam feliz e repito várias vezes “hoje serei feliz”!
A segunda observação é a respeito da escolha que fiz.
Trabalhando duro como eu estava (não que eu esteja trabalhando pouco agora, é que agora estou mais perto, fazendo o que gosto, distribuindo melhor o meu tempo), raramente conseguia ter momentos mágicos como este que ficam eternizados em mim e nos meus filhos.

Penso o quanto a ausência da mãe fere seus filhos, independente de suas idades.

[E ai, começo, sem esforço, a trabalhar. Como uma lanterna, minhas ideias mirabolantes se acendem para criar meios que ajudem mães e filhos do mundo a sentirem e viverem esse amor sem limites. Mais um motivo para estar curtindo tanto esse momento da minha vida…]

 

Exercite, você também, a percepção das pequenas coisas que valem ouro na sua vida! É muito proveitoso!!

Au revoir!!!

 

Luciana

Treine decisões!

Recebi hoje, de uma amiga querida, um post com a seguinte frase:

“Depois dos 40 não há depois, tudo é agora!”

 

E sabe que é verdade!

 

Estou com pouca experiência nesta vida que começa aos quarenta, este mês, completo o segundo ano, mas posso afirmar que trago comigo essa emergência de que tudo que posso fazer hoje, faço!

 

Procrastinação é um palavra fora do meu dicionário, aliás, analisando melhor, sempre esteve fora!

 

A grande sacada para tirar de vez a procrastinação da sua vida é treinar o poder de decisão e ação.

 

E esse treino acontece no dia a dia quando tomamos pequenas decisões como ir nesse ou naquele supermercado, comprar a saia azul ou a preta, viajar para a praia ou para o campo, andar a pé ou de carro, comer doces ou evita-los…

 

Estas  pequenas decisões  nos treinam para  as grandes decisões das nossas vidas.

 

Pessoas que não conseguem escolher o que vão comer no restaurante ou que deixam de comprar seu pão fresco porque não encontraram lugar para estacionar o carro,  passam suas  vidas no mesmo trabalho, moram na mesma casa(de preferência naquela onde foram crianças), viajam somente para a praia e muitas vezes, estão sozinhas.

 

Deixam para depois os seus sonhos e suas vontades  por não conseguirem dar o primeiro passo em direção à mudança.

 

Tomar decisões e persistir para que a ação se materialize são treinamentos para o cérebro, sendo assim, não é mérito de ninguém, é possibilidade para todos!

 

É emergente fazer tudo hoje, depois que completei 40 anos? Sim, com certeza, tenho pressa, há muito o que fazer! Mas isso só é possível porque fui treinada diariamente a tomar decisões, ao contrário estaria olhando a vida passar pela janela…

 

Hoje, por exemplo, escrevi este texto, não deixei a oportunidade passar, e você? Está treinando seu cérebro para tomar decisões?

 

Já dizia o velho ditado “não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje!”

 

Faça hoje!!!

 

Com amor,

 

Luciana