O começo de tudo

Olá! Como vai?

Espero que estejas bem e com saúde! O restante a gente conquista!

 

Semana passada falamos sobre ações do passado e do futuro e deixei no ar o assunto de hoje, tá lembrado?

 

Pois bem, hoje vamos falar sobre o COMEÇO DE TUDO!

Tudo que acontece em sua vida, tanto o que te emociona quanto o que te desafia, começa com uma DECISÃO.

 

Toda e qualquer ação em sua vida é precedida por uma decisão.

 

“Nos momentos de decisão que seu destino é moldado” Tony Robbins

 

Eu adoro esta frase! Ela é simples e diz muito! Quando decidimos de fato por algo, nosso destino está sendo traçado, pois nossas ações e esforços vão ser direcionados naturalmente para o objetivo.

Como dissemos semana passada, se você tivesse tomado alguma decisão diferente há dez anos, como estaria sua vida agora?

 

O que determina nosso destino são as decisões que tomamos e não a condição de vida em que estamos!

 

É certo, e você deve estar pensando isso, que há pessoas que já nasceram com vantagens, nasceram ricas, magras, bonitas, saudáveis…contudo, conhecemos exemplos de pessoas que superaram suas condições financeiras ou de limitações físicas e se tornaram grandes conquistadores, chegaram onde queriam. Posso citar alguns nomes: Oprah, Ghandi, Madonna, Geraldo Rufino, Gisele Bundchen… cada um com sua história de vida, suas limitações mas que bastou uma decisão para que suas vidas mudassem por completo!

 

Eu ou você podemos ser um exemplo como qualquer um desses, basta que decidamos!

Ninguém é obrigado a viver seus dias como há dez anos, ninguém é obrigado a trabalhar naquilo que não gosta, ninguém é obrigado a viver no bairro ou na casa que não se sente bem.

 

Mas para que a mudança ocorra há de se tomar uma decisão!

 

E se não tomarmos nenhuma decisão sobre quem queremos ser ou fazer, já tomamos uma decisão, concorda? Deixaremos que outros decidam por nós!

 

Infelizmente as pessoas não se empenham em suas mudanças porque estão ocupadas arrumando desculpas.

 

A palavra DECISÃO tem origem latina e significa “cortar fora as possibilidades”, ou seja, no momento em que você decide, você tira da sua frente qualquer outra possibilidade, aceitando somente o resultado que está buscando.

Na maioria das vezes, anunciamos preferências, “eu gostaria de ser magra…” “eu gostaria de um salário melhor…” tudo isso, desde que eu não tenha que fazer nada. Preferências não são decisões. Veja o exemplo de um ex alcóolatra, ele sabe que depois de sua decisão de parar de beber, não há outra possibilidade, ele não pode dar apenas um golinho de álcool…

 

O nosso grande problema é que estamos vivendo por preferências e não por decisões. Decidimos tão pouco sobre as coisas que vamos ficando enferrujados. Há pessoas que sofrem até para decidirem o que vão comer ou vestir.

 

Decisões se aprendem decidindo!

Quanto mais você tomar decisões próprias mais você estará apto a decidir pelo melhor para você, essa é a dica de hoje!

 

Decida-se e não sofra da Síndrome das Cataratas!

Não sabe o que é Síndrome das Cataratas? Então, estique um pouquinho mais de seu tempo de leitura e clique aqui para saber!!

 

Meus amigos, desejo uma semana repleta de boas decisões para você!!

 

Um beijão,

Luciana