Qual é o seu nível de gratidão?

Vou começar com uma pergunta… “Qual é o seu nível de gratidão?”

De cara a resposta seria, muito, pouco, pode melhorar…você me responderia a nível quantitativo, eu suponho.

Mas a pergunta que te faço é a nível de profundidade.

São Tomás de Aquino descreve em sua obra “Tratado da Graça”, três níveis de gratidão.

O primeiro nível é o de reconhecimento intelectual – aquele em que somos gratos por educação, que fomos ensinados desde muito pequenos, um agradecimento para cumprir protocolos. É uma gratidão que vem do plano do intelecto, eu agradeço porque fui educado a fazê-lo.

O segundo nível é chamado de nível de agradecimento, quando nos regozijamos por algo que alguém fez por nós. É uma gratidão impulsionada por uma emoção. Você recebe algo tão bom, tem reconhecimento por isso e, portanto, agradece. É neste nível, em que normalmente estamos quando fazemos os exercícios de gratidão.

E o terceiro e mais profundo nível de gratidão é o nível do vínculo. É o nível em que nos sentimos tão gratos, que tamanha gratidão, leva a criarmos um vínculo com o outro. O nível do vínculo faz com que nos comprometamos com o próximo. De certa forma, estamos tão agradecidos que nos sentimos obrigados a retribuir de alguma forma.

E a retribuição é livre, pode ser devolvida a quem fez o bem ou pode ser espalhada pelo mundo, como vemos pessoas, por exemplo, que ficam curadas de câncer e se empenham em ações concretas para prevenção de outros, ou como aquelas pessoas que percebem a grandeza de Deus em suas vidas e oferecem algumas horas de trabalho voluntário em prol de alguma causa, ou aquele filho que por amor e gratidão, visita, dá atenção e cuida de um pai idoso, ou ainda, aqueles que sentem-se tão agradecidos em receber palavras de conforto e saem falando para todo mundo daquele texto que leu ou do vídeo bacana que assistiu.

Cada um encontra o seu jeito de retribuir…

Estamos expostos diariamente à oportunidades de exercer a gratidão nestes três níveis, ora estamos em um nível, ora em outro, e quando estamos no nível mais profundo, estamos experimentado alegrias e sensações que inundam nosso ser de gratidão e amor.

Diante destes níveis, eu refaço minha pergunta:

“Qual é o seu nível de gratidão?” Qual é o mais frequente em sua vida?

Eu celebro você neste dia, por ter lido mais esse email e agradeço porque você está aí do outro lado se desenvolvendo e se tornando melhor a cada dia.

E consequentemente, me fazendo melhor também!!

Obrigada!

Obrigada!

Obrigada!

Eu me sinto comprometida com você!!

 

Fique com Deus!

Luciana Cairo