braz cairo

Segunda-feira – o dia perfeito!!

Faz algum tempo que considero a segunda-feira um dia perfeito!

Muita gente deve estar indignada com essa frase, não!? E é comum se indignar porque não é uma realidade para a maioria das pessoas.

Acordar bem cedo, depois de um final de semana legal, ir para o trabalho, aquele que você não gosta tanto mas que paga as contas, encontrar as pessoas que você não quer, enfim, vários motivos para detestar segundas, assim como Garfield.

Mas eu te pergunto: qual é o dia perfeito para você?

A resposta nem sempre vem de bate pronto, vivemos tão no automático que é difícil saber o que realmente queremos para a nossa vida.

As vezes, quando faço essa pergunta para meus clientes, as respostas são as mais estereotipadas possíveis. Recebo respostas do tipo: o dia perfeito é acordar em uma praia, é ter uma empregada que faça tudo por mim, é ter muito dinheiro na conta, é ter paz no mundo…e por aí vai. São dias ideais genéricos, amplos e superficiais.

Quando mergulhamos neste trabalho (sim, isso é um trabalho!) de descobrir qual é o dia ideal vamos explorando, eu e o cliente, as possibilidades de dias que tenham conexão com o seu propósito de vida. Dias ideais desenhados com base no seu propósito de vida fazem toda a diferença e é por isso, que as segundas-feiras se tornam dias perfeitos.

Que tal aproveitar essa segunda-feira para desenhar seu dia perfeito? Seu dia ideal? Se você tem um caderninho de metas ou anotações pessoais, registre aí seu dia perfeito, descreva os detalhes e perceba que para obtê-lo terá que fazer mudanças e escolhas na sua vida. Comece hoje a colocar em prática seu dia ideal. Dica? Escolha a mudança mais fácil e mude hoje! Uma pequena mudança exercita seu poder de decisão e ação, o restante virá com o tempo e sua dedicação.

Ótima semana!!!

Luciana Cairo

Medo de errar

“Uma das coisas mais comuns que temos a enfrentar diariamente é a preocupação” ( Albert E. Cliff)

Quando li esta frase recentemente, logo concordei com o autor, que inclusive comentava que a preocupação sempre vem de alguma espécie de medo, “que é o nosso maior inimigo”.
E não é pra menos, pois o medo, seja ele consciente ou não, produz uma série de fenômenos físicos, desde uma úlcera estomacal até moléstias cardíacas, que interferem no bem estar e impedem a pessoa de ter uma vida mais rica e produtiva.
Dizem que todos temos três medos principais, e que devemos o quanto antes identifica-los para que a sua ação não venha a limitar a nossa vida. E um dos medos mais comuns, é o MEDO DE ERRAR, que paralisa a vida do indivíduo e o impede de tomar decisões e ir adiante na direção de se ter a vida que se quer ter.

Se grandes nomes como Thomaz Edison fossem tomados pelo medo de errar (ele tentou cerca de 3000 teorias para desenvolver a lâmpada) deixaríamos de usufruir de invenções que utilizamos até hoje.

A Disney não existiria se seu criador tivesse medo de fracassar, Walt Disney foi demitido em vários trabalhos, faliu seu primeiro estúdio e, mesmo assim, continuou.

Eu, e provavelmente você, não saberíamos andar de bicicleta se não tivéssemos insistido em levantar dos nossos tombos. Criança naturalmente não tem medo de errar, ela fixa no seu objetivo e segue em frente.

Existem milhares de exemplos como este, de pessoas que não tiveram medo de errar, que enfrentaram suas dificuldades e perseveraram.

A boa notícia é que, segundo pesquisas, 90% de nossas preocupações jamais ocorrerão, ficarão apenas em nossos pensamentos.

Então ? Qual medo você quer superar essa semana?

Volte a ser criança, foque seu objetivo e aja!

Bola pra frente, sem medo de ser feliz!

Abraços fraternos,

Braz e Luciana

Ansiedade -O mal do século?

Ultimamente muito se tem lido e ouvido sobre a ansiedade. As pessoas, principalmente nas grandes cidades, a tem experimentado em menor ou maior grau. Falta de tempo, excesso de trabalho, falta de equilíbrio entre vida familiar e profissional, sem contar as chamadas causas desconhecidas podem levar o indivíduo a experimentar seus maléficos efeitos: desconforto físico e mental, baixa autoestima, falta de confiança, baixa performance na vida profissional, distúrbios sexuais,incerteza quanto ao futuro entre outros sintomas.

Talvez estes sejam motivos suficientes para entender o grande interesse pelo público em geral pelo tema, que vem sendo abordado em vários livros, que infelizmente não vão ao cerne da questão: COMO superar e vencer a ansiedade?

Felizmente a Neurociência tem demonstrado que é possível, através de exercícios dirigidos controlar e mesmo vencer de vez a ansiedade!

O que pareceria um sonho para muitos, já é uma realidade para algumas pessoas: é possível criar, como se diria em informática, UM PONTO DE RESTAURAÇÃO no nosso Sistema Neuroendócrino.

Há um pressuposto que afirma que ” Corpo e mente fazem parte de um mesmo Sistema. Qualquer intervenção que seja realizado em um, inevitavelmente afetará o outro”.Assim como o Sistema Nervoso apreende um padrão chamado Ansiedade, ele pode adquirir, através de exercícios dirigidos, um padrão inverso.

Braz Cairo

P.s. Participe do nosso Workshop – Como Superar o transtorno de Ansiedade.

Clique no link para maiores informações:

 http://avidaquevocequer.com.br/workshop-como-superar-o-transtorno-de-ansiedade/

Realizarei 3 desejos seus!

Quando criança, as histórias do gênio da lâmpada me fascinavam!

Imaginava esfregar uma lâmpada e num passo de mágica ter ao meu dispor três pedidos. Ficava deitada na cama pensando o que pediria…aposto que você um dia já pensou isto também!

 

O tempo passou, nenhum gênio apareceu mas aprendi a fazer meus pedidos.

 

Pedidos devem ser bem pensados, precisam trazer detalhes, serem precisos, porque uma coisa eu tenho certeza, eles se tornam realidade!

 

Tenho vários exemplos na minha vida que contarei a você oportunamente.

 

Para agora, vamos exercitar seus pedidos.

 

Quais são os seus 3 desejos hoje?

 

Pois bem, acomode-se confortavelmente, escolha um dos desejos e concentre-se nele. Como ele é? Quais suas características? Quais suas qualidades? Tem algum defeito? Tem um lugar? Tem cor? Tem cheiro? Tem som? Você merece recebe-lo? Sinta cada parte do seu pedido…quanto mais você detalhá-lo, mais claro ele vai se tornar a você. Use seus sentimentos. O que você sente ao receber isso? Como é sensação de receber isso? Quem mais se beneficia com esse desejo? Como eles se sentem? Traga todo esse sentimento junto de você, junto do seu pedido.

Quando se pede algo, nos dirigimos a alguém ou alguma coisa. Busque suas crenças, em quem você acredita? No que você acredita?

Agora pegue seu pedido cheio de sentimentos e entregue para que que ele seja processado.

Eu costumo escrever meus pedidos. Enquanto os releio, busco os sentimentos que o complementam e agradeço.

Agradeço por aquilo que ainda não recebi, na fé que aquilo se concretizará para o meu bem.

 

 

Te convido a fazer a experiência! Seja detalhista, sinta, agradeça e receba!

 

 

Tenha um dia lindo!!!

 

Luciana Cairo