coaching de vida

Você NÃO QUER dinheiro!

Você NÃO QUER dinheiro!

Quando rapidamente pergunto a alguém o que resolveria sua vida, a resposta imediata e de quase 90% das pessoas é ter dinheiro!

O curioso é que pessoas ricas tem problemas de diversas naturezas e se dinheiro fosse a solução seria muito fácil.

Ao contrário, existem pessoas muito pobre e que são extremamente felizes com a vida que levam!

Como explicar?

Você não sabe, mas a verdade é que você não quer dinheiro!

Você quer as sensações que o dinheiro te traz!
Quer conforto, segurança, satisfação, liberdade…e muitas outras coisas que experimentamos quando não precisamos nos preocupar com o dinheiro.

A diferença entre você e aquela pessoa extremamente pobre é que ela já percebeu que tais sensações podem ser adquiridas de outras formas também.

“Mas Luciana, sensações não pagam minhas contas!” – você deve estar pensando…

Sim! Nem as minhas!!

É por isso que temos falado em outras ocasiões da importância do equilíbrio em todas as áreas da vida, inclusive financeira. O equilíbrio em saber qual vida posso sustentar, qual vida, com a renda que tenho, posso ter, que dores tenho tentado curar com os gastos excessivos e desmedidos, ou ainda, se quero melhorar minha renda, que passos devo tomar.

Por hoje, enquanto esse equilíbrio financeiro não vem, procure perceber quais as sensações boas que você tem em relação as coisas que o dinheiro te proporciona.

Segurança, conforto, alegria, tranquilidade…seja lá qual for o sentimento ou sensação, pense agora, em quais outras situações você sente a mesma coisa e perceba que você pode encontrar essas sensações que te fazem felizes em outras ocasiões que não sejam integramente ligadas ao dinheiro.

Você verá que pode ser feliz de outras formas também! Basta conhecer e ter claro o que você realmente quer!

Boa semana!

Luciana

=============

P.s. Eu gravei um podcast bem caseiro sobre o assunto de hoje e dei alguns exemplos, ouça:

P.s.2 – Dia 10/05 (por sinal, niver da minha irmã, que alcançará os 40!rs), terça-feira às 21h – horário de Brasília – teremos nosso encontro online de Maio.
O assunto desse mês é : “Como mudar qualquer coisa em sua vida”
Através de 6 passos, o Braz vai ensinar você a mudar qualquer coisa em sua vida.
Mágica?
Não!
Neurociência!
Não fique de fora!
Acesse o link:
http://avidaquevocequer.com.br/ao-vivo-na-vida/

P.s.3 – Muitíssimo obrigada a todos que enviaram seus comentários sobre o site novo!! Isso nos enche de coragem e força para continuar esse trabalho para vocês!! Gratidão!!

Desapega, porque tem mais!!

Desapega, porque tem mais!!

 

Oiiii! Tudo bem com você?

Eu estou meio fanha por causa de um resfriado, mas vamos lá, canta comigo esse trechinho da música do Lulu Santos…prá levantar o astral!!!

 

Tudo que se vê não é
Igual ao que a gente viu a
um segundo
tudo muda o tempo todo no
mundo

Não adianta fugir
Nem mentir pra si mesmo
agora
Há tanta vida lá fora
Aqui dentro sempre
Como uma onda no mar…

 

Essa música não é nova mas traz uma verdade tão atual… “mudança”!

 

Mudança no mundo e mudança em nós mesmos!

 

Hoje acompanhamos em tempo real, as mudanças no mundo, vivemos a era da informação com acesso fácil, inclusive na ponta dos nossos dedos.

 

O que foi ontem, não é mais hoje e amanhã, talvez nem exista, ou, simplesmente se transforme.

 

Nesta era, a única certeza que temos é a mudança.

A velocidade que ela acontece nos surpreende e nos instiga à adaptações cada vez mais rápidas. E somos capazes disso, não importa a idade que tenhamos. Vejo, com muita frequência, de crianças a senhores, o manuseio correto de sofisticados smartphones e tablets, coisas que não imaginávamos ver há 20 anos ou menos. Tudo em busca da adaptação, da informação e da mudança.

 

Se somos capazes de acompanhar mudanças rápidas pelo mundo, por que temos dificuldades com nossas próprias mudanças? Por que não aplicamos, por exemplo, esse padrão de flexibilidade tecnológica nas nossas próprias vidas?

 

Sabe por quê?

 

Porque mudança na gente dói mais!

 

É difícil largar o velho e deixar que o novo se expanda em nós.

 

Mais fácil é mentir para nós mesmos que não precisamos mudar, que está bom do jeito que está, mesmo quando enxergamos possibilidades crescentes e desejos ardentes por uma vida com mais propósito.

 

Praticar o desapego é ponto para mudar. Desapegue-se de velhos hábitos, de velhas conversas, de velhos lugares, de velhas coisas, de velhas roupas.

Dê lugar ao NOVO! … novas ideias, novas amizades, novas sensações.

 

Desapega, porque tem muito mais por vir!

 

Basta desejar a mudança!!

 

Como uma onda no mar!

 

Grandiosa semana para você e um excelente início de mês!!

 

Beijuuuu!

 

Luciana Cairo

 

Cochicho1 – Mês de junho chegou com novidades para as mães! Preparei um ebook novinho, novinho, para mães que querem começar a empreender. E como sei que as vezes dá aquela dúvida sobre o que fazer, escrevi esse ebook que traz 28 ideias de negócios para se começar a trabalhar a partir de casa. Para acessá-lo gratuitamente, basta se inscrever lá no nosso site aqui! Ao se inscrever, além de ganhar o ebook, você entrará para uma lista + que VIP chamada Mãe$ de Valor onde publicarei periodicamente conteúdos sobre empreendedorismo. Se animou? Cadastre-se Lá! aqui! E se você não está nesta vibe mas conhece alguém que esteja, indique! Espalhe pelo mundo…

 

Cochicho2 – Na semana passada comentei que faria um curso sobre Coach executivo. E fiz! E para colocar meus conhecimentos em prática e compartilhá-los com você, vou lançar nas nossas redes sociais uma surpresa bem legal para você ter A Vida Que Você Quer…Fique ligado!

 


 

 

A mesa da sala – relacionamentos

Tenho uma mesa na sala há pelo menos cinco anos. Já tive outras, em outros tempos e nem sei dizer se esta é melhor ou mais bonita que as anteriores. O que sei é que ela tem sido uma boa desculpa para reuniões em família.

 

Ficamos em casa neste feriado e a mesa da sala nos acolheu em boas refeições. Meus filhos gostam de estar neste ambiente onde trocamos sorrisos, piadas, informações e leves repreensões (por que, não?), o jantar vira uma festinha sem esforço.

 

Em um dos jantares, roubei um momento somente meu para observar a cena. Fiquei extasiada! Que linda família somos! Olhei para meus filhos, vi o que cada um tinha de melhor e olhei para meu marido.

 

Olhei com os olhos de quem quer ver.

 

Fui grata a Deus por ele. Juntos construímos aquilo. Não fui eu sozinha.

 

São quase 22 anos de casamento.

Espantoso? Sim.

Tivemos tempos difíceis? Sim.

Superamos? Sim.

Somos perfeitos? Não!

Tirando o ingrediente principal da história, o amor, há de se relevar os comportamentos que adquirimos ao longo do tempo quando o assunto é relacionamentos.

 

Quero compartilhar alguns com você hoje:

 

  • Quando penso em relacionamento amoroso, penso em doação. Relacionamentos duram quando você pensa nele como um lugar em que você vai dar e não receber. Qual é a coisa mais valiosa que você dá em seu relacionamento?
  • Esteja atento aos sinais de alerta de perigo e tome uma atitude enquanto o “monstro é pequeno”. Ciúmes e falta de atenção, por exemplo, são sinais de alerta para que você tome uma atitude. Quais os sinais de alerta do seu relacionamento?
  • O sucesso do relacionamento está na comunicação clara o tempo todo. Lembre-se que o parceiro não tem bola de cristal e não sabe o que você está pensando. Ao contrário, evite adivinhar os pensamentos do outro, pois, certamente você criará uma realidade falsa em sua cabeça. Em discussões (de uma forma ou de outra, elas aparecem), ajuda bastante, você e seu companheiro, criarem um padrão de interrupção antes que vocês se esqueçam porque começaram e sejam tomados pelo instinto de vencer a conversa. Combinem coisas como, cinco minutos de silêncio, uma volta no quarteirão, ouvir um música…Ainda, sobre comunicação, procure usar um vocabulário positivo e transformacional. Ao invés de dizer : “não suporto que você faça isso” diga: “preferiria que você fizesse assim”
  • O quão é importante o seu relacionamento amoroso em sua vida? Se ele não for importante, ficará atrás de outras coisas. Cultive a gratidão e alegria de ter alguém especial na sua vida todos os dias.
  • Vivencie de novo o que você mais ama na pessoa com quem se relaciona. O que há nela que a faz tão especial para você? O que há nela que te chamou atenção desde a primeira vez que a viu? No relacionamento é importante que se procure sempre novos meios de se surpreenderem e mostrarem como se apreciam mutuamente. Crie momentos únicos, especiais, pode ser um bilhete, um recado, uma música, uma palavra doce ao pé do ouvido…crie! O que você pode fazer hoje pela pessoa que ama?
  • Passem tempos juntos e descubram o que é importante para cada um, quais valores são importantes para cada um? O que pode ser feito para alcança-los? Reserve saídas juntos, periodicamente, e pense em coisas divertidas e românticas para se fazer, isso fortalece o relacionamento. Ahh! Tem três filhos como eu? Não dá para sair? Então, crie momentos dentro de casa mesmo (já fiz muito!)…assistam juntos, um filme diferente, abra uma garrafa de champagne ou vinho no seu quarto, faça um lanche ou chá da madrugada, acampem na sala por uma noite, tomem banho juntos…

 

Minha mesa da sala é vibrante e alegre porque todos os dias, escolho me doar. Dar o melhor de mim para meus filhos, para meu marido e para mim mesma.

Minha família, meu maior bem neste mundo, é fruto de um relacionamento amoroso maduro.

Para se alcançar o prêmio é preciso trilhar o caminho e o caminho tem que ser, no mínimo, divertido!

 

 

Uma semana feliz e abençoada!!

 

Luciana Cairo

 

P.s.1 – Nosso hangout ainda está disponível e se você ainda não assistiu, acesse o link http://avidaquevocequer.com.br/comportamento-mudanca/

 

P.s.2 – Hoje estou lançando a campanha #28 dias de gratidão. Serão 28 dias de exercícios de gratidão que serão postados na nossa fanpage www.facebook.com/AVidaQueVoceQuer , no instagram – @lucianacairo e no nosso site www.avidaquevocequer.com.br

Aqui você acessa o primeiro texto! Vem comigo experimentar uma mudança maravilhosa em sua vida através da gratidão. http://avidaquevocequer.com.br/28-dias-de-gratidao/

 

 

M.M.A. – Duas lições que aprendemos com Rodrigo “Minotauro”

Já  faz um bom tempo que o famigerado MMA invadiu a nossa telinha, e reuniu com bastante rapidez uma legião de fãs. E o número de academias não para de crescer. Recentemente pudemos conhecer uma das figuras mais emblemáticas deste meio, o Rodrigo “Minotauro” Nogueira. Na sua infância foi atropelado por um caminhão e ficou em coma por quatro dias; ficou  cerca de nove meses em recuperação num hospital e sua mãe recebeu a notícia de que jamais voltaria a andar. No entanto, passados vários anos, superou o prognóstico negativo e se tornou um astro que por três vezes arrebatou o cinturão de ouro.

10154281_867789113231365_2312983503725538554_n

Nesse encontro, o que mais nos marcou foi o relato de uma de suas lutas mais difíceis, quando após ter sido massacrado durante três rounds pelo gigante Bob Saaps ,encontrou a estratégia correta para vencer a luta e ganhar o título mundial no Pride de 2002. No momento mais difícil daquela luta, ele olhou para seu Coach, perguntando num olhar : “e agora, o que eu faço?” – a resposta que obteve foi : “não olhe prá mim, olhe prá frente!” E foi a partir daquelas palavras do Coach que o Minotauro venceu uma luta histórica!

A primeira lição que aprendemos foi a importância de ouvir com atenção as pessoas que se preocupam conosco e ter a humildade em reconhecer que não temos todas as respostas. E nas dificuldades da vida, o quanto faz falta uma palavra de incentivo, de apoio, para saber que não  estamos sós e que estamos na direção certa!

A segunda lição foi que, mesmo quando tudo parece conspirar contra nós, ainda resta uma esperança para reverter uma situação desfavorável.Como diria Rodrigo Minotauro:desistir, jamais!

E você? Está enfrentando algum desafio aparentemente impossível de vencer? Que tal então, refletir sobre estas duas dicas sobre superação?

Vá e vença!

 

Braz e Luciana