decisões

Frase mágica para boas decisões!

Frase mágica para boas decisões!

 

Este ano tenho escrito bastante sobre como tomar boas decisões, fazer boas escolhas e tudo mais!

Hoje quero compartilhar com você uma frase que uso sempre quando aparece aquela dúvida sobre fazer ou não fazer algo.

Sempre que você estiver com dúvidas em tomar uma decisão ou de fazer algo, deve-se perguntar:

“O tanto quanto isto me leva para mais perto do meu objetivo?”

Todos nós temos sonhos, objetivos e metas a atingir, e ao longo do caminho, aparecem dúvidas sobre as ações e decisões que devemos tomar.

Utilizar a correlação “o tanto quanto” ajuda muito!

“O tanto quanto fazer um curso de línguas vai me ajudar na troca de emprego?”

“O tanto quanto mudar de emprego vai me ajudar a ter independência financeira?

“O tanto quanto discutir por pequenas coisas vai me ajudar a ter relacionamentos felizes?”

 

Experimente!

 

Faça essa pergunta para você e veja como é mais fácil tomar boas decisões!

 

Você pode usar ou criar outras perguntas, como:

 

“Isto me aproxima ou me afasta do meu objetivo?”

“Fazer isto eleva minha vida em prol dos meus sonhos?”

“O que ganho se fizer isso?”

“O que perco se fizer isso?”

 

Pessoalmente, o “tanto quanto” é o que mais uso, por isso, quis compartilhar.

Escolha o que melhor se encaixa a você e faça uso em suas decisões, ok?

 

Forte abraço!

Boas decisões!

Ótima Semana!

 

Luciana Cairo

 

Amanhã, 10/05/16 às 21h – horário de Brasília – estaremos ao vivo para falar sobre “Como mudar qualquer coisa em sua vida!”

Através de 6 passos, o Braz vai ensinar você a mudar qualquer coisa em sua vida.

Mágica?

Não!

Neurociência!

Não fique de fora!

Acesse o link:

http://avidaquevocequer.com.br/ao-vivo-na-vida/

 

 

 

 

Síndrome das Cataratas

Em alguns textos que escrevo menciono a síndrome das cataratas, então resolvi escrever sobre ela para que você a conheça e fuja dela!!

Algumas pessoas sofrem dessa síndrome, eu mesma já a tive com alguma frequência! Rs!

 

Imagine pessoas que caíram em um rio muito grande sem saber onde estão e nem para onde vão, apenas deixam-se levar pelo curso da água.

Ao chegarem em uma bifurcação, não escolhem e deixam que as correntezas as carreguem.

Vão se acostumando às correntezas dos medos, dos acontecimentos cotidianos, das condições de suas vidas e vão seguindo o fluxo.

Até que um dia despertam com o barulho das cataratas logo a sua frente, esse barulho, pode ser uma doença, uma desilusão amorosa, um desemprego…e de repente, essas pessoas até se veem em um barco, mas um barco sem remo, e inevitavelmente, elas caem, pois nunca sem preparam para isso.

 

Sofre dessa síndrome, aqueles que permitem que o seu cérebro inconsciente continuem tomando decisões que foram instaladas por pais, professores, programas de televisão, propagandas…

A boa notícia que podemos acessar conscientemente a área das decisões e, assim, saber o que queremos ser e fazer, tomando as rédeas das nossas próprias vidas!

Fuja da síndrome das cataratas! Quando você ouvir a cachoeira, esteja preparado, você pode até cair, mas vai saber como se levantar!!

 

 

 

Treine decisões!

Recebi hoje, de uma amiga querida, um post com a seguinte frase:

“Depois dos 40 não há depois, tudo é agora!”

 

E sabe que é verdade!

 

Estou com pouca experiência nesta vida que começa aos quarenta, este mês, completo o segundo ano, mas posso afirmar que trago comigo essa emergência de que tudo que posso fazer hoje, faço!

 

Procrastinação é um palavra fora do meu dicionário, aliás, analisando melhor, sempre esteve fora!

 

A grande sacada para tirar de vez a procrastinação da sua vida é treinar o poder de decisão e ação.

 

E esse treino acontece no dia a dia quando tomamos pequenas decisões como ir nesse ou naquele supermercado, comprar a saia azul ou a preta, viajar para a praia ou para o campo, andar a pé ou de carro, comer doces ou evita-los…

 

Estas  pequenas decisões  nos treinam para  as grandes decisões das nossas vidas.

 

Pessoas que não conseguem escolher o que vão comer no restaurante ou que deixam de comprar seu pão fresco porque não encontraram lugar para estacionar o carro,  passam suas  vidas no mesmo trabalho, moram na mesma casa(de preferência naquela onde foram crianças), viajam somente para a praia e muitas vezes, estão sozinhas.

 

Deixam para depois os seus sonhos e suas vontades  por não conseguirem dar o primeiro passo em direção à mudança.

 

Tomar decisões e persistir para que a ação se materialize são treinamentos para o cérebro, sendo assim, não é mérito de ninguém, é possibilidade para todos!

 

É emergente fazer tudo hoje, depois que completei 40 anos? Sim, com certeza, tenho pressa, há muito o que fazer! Mas isso só é possível porque fui treinada diariamente a tomar decisões, ao contrário estaria olhando a vida passar pela janela…

 

Hoje, por exemplo, escrevi este texto, não deixei a oportunidade passar, e você? Está treinando seu cérebro para tomar decisões?

 

Já dizia o velho ditado “não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje!”

 

Faça hoje!!!

 

Com amor,

 

Luciana