equilíbrio

A gratidão setorizada

Helloooo!

Como vai você?

 

Como prometi, hoje vou falar sobre a gratidão setorizada.

Semana passada falei sobre as duas coisas que indicam e atestam que você vive em gratidão e citei sobre a gratidão setorizada.

 

Gratidão setorizada, como a própria palavra diz, entende-se como a gratidão agindo em setores ou áreas de sua vida.

A área ou setor em que você é mais grato é onde você certamente possui os resultados que deseja.

 

Para exemplificar podemos distribuir nossas vidas em setores como: relacionamentos, trabalho, saúde, desenvolvimento pessoal, aspectos financeiros, contribuição social. Em cada área dessas, podemos ainda, criar novas subdivisões, como por exemplo, em relacionamentos, ter os setores de relacionamento amoroso, relacionamento social ou de trabalho.

 

E como a gratidão é setorizada, se você é grato de forma genérica nem sempre, você obtém os resultados almejados.

 

Dizer, sou grata pela minha saúde é diferente de declarar que sou grata pelo bom funcionamento das minhas pernas, por exemplo.

Dizer que sou grata por mais um dia de vida, é diferente de dizer, sou grata por estar viva e poder realizar as atividades em prol de meu propósito.

 

Consegue compreender?

 

A gratidão é um grande aliado para que todas as áreas da vida fiquem em equilíbrio e esse será um dos nossos exercícios na 1ª Manhã de Gratidão, identificar quais setores estão travando nosso desenvolvimento e encontrar as possibilidades para que tudo volte a fluir.

 

Para esta semana, desejo que você foque na área quer expandir!

 

Ótimo final de semana!

 

Luciana Cairo

Life Coach

SEGREDO REVELADO – Por onde começar sua mudança…

 

Olaaaaaaá!!

 

Tudo certinho?

 

 

Hoje eu vim compartilhar com você um segredo da minha jornada como coach.

 

Depois desse email, não será mais segredo, aí você pode espalhar para o mundoooo!

 

Eu já atendi muita gente. Muita mesmo! De diversas idades, de diversos lugares, com diversos problemas… e muitas delas, acredite, não precisavam de coaching.

 

Sério! O coaching não era para elas, por isso, não seguimos com o processo.

 

Faz parte da minha prática, fazer uma primeira sessão, sem compromisso, para avaliar se o cliente está apto para seguir com o processo e se o coaching vai ajuda-lo na necessidade que ele me traz.

 

Daquelas pessoas que o coaching é indicado, há uma coincidente unicidade: grande parte não sabe o que realmente quer e por onde começar.

 

E isto pode estar acontecendo com você.

Talvez você não saiba o que realmente quer, talvez não saiba por onde começar.

 

É verdade que há momentos da vida que tudo parece estar envolto em um furacão: os relacionamentos vão mal, você está impaciente, sem vontade de viver, seu trabalho está ruim, achando tudo um “saco”! E parece que tudo aquilo que você deseja é uma mera ilusão, um passa tempo…

 

O que quero te dizer com isso é que o desequilíbrio de uma parte de sua vida, reflete em outra, e em outra, e, às vezes, em todas, tornando sua vida insuportável!

 

Agora lá vai o meu segredo…meus clientes chegam com todas essas queixas de desequilíbrio e se esquecem daquela área que sustenta todo o restante: A parte espiritual!

 

Isso mesmo! Espiritualidade!

 

Aconteceu comigo também! Cheguei em um ponto que via só o material, só o humano, minha espiritualidade, tinha ficado para depois, porque estava sem tempo para isso!

 

E te digo com toda a certeza de quem passou por isso e que vê nos clientes a mesma coisa: Cuide do seu espírito!!

 

Volte para a sua igreja, faça suas orações, peça, glorifique, agradeça!

Você verá que as mudanças começarão a encontrar caminhos mais fáceis!

Esse é o segredo!

 

Fé e luz para você!!

 

Grande beijo!

 

Luciana

 

(Eu sou católica! Fui catequista, cantei numa banda de evangelização e hoje, participo em uma capela na Serra da Cantareira em SP, cuidada pela ordem religiosa dos Arautos do Evangelho)

 

“Somos seres espirituais, vivendo uma experiência humana.” – Teilhard de Chardin

 

 

 

 

Você NÃO QUER dinheiro!

Você NÃO QUER dinheiro!

Quando rapidamente pergunto a alguém o que resolveria sua vida, a resposta imediata e de quase 90% das pessoas é ter dinheiro!

O curioso é que pessoas ricas tem problemas de diversas naturezas e se dinheiro fosse a solução seria muito fácil.

Ao contrário, existem pessoas muito pobre e que são extremamente felizes com a vida que levam!

Como explicar?

Você não sabe, mas a verdade é que você não quer dinheiro!

Você quer as sensações que o dinheiro te traz!
Quer conforto, segurança, satisfação, liberdade…e muitas outras coisas que experimentamos quando não precisamos nos preocupar com o dinheiro.

A diferença entre você e aquela pessoa extremamente pobre é que ela já percebeu que tais sensações podem ser adquiridas de outras formas também.

“Mas Luciana, sensações não pagam minhas contas!” – você deve estar pensando…

Sim! Nem as minhas!!

É por isso que temos falado em outras ocasiões da importância do equilíbrio em todas as áreas da vida, inclusive financeira. O equilíbrio em saber qual vida posso sustentar, qual vida, com a renda que tenho, posso ter, que dores tenho tentado curar com os gastos excessivos e desmedidos, ou ainda, se quero melhorar minha renda, que passos devo tomar.

Por hoje, enquanto esse equilíbrio financeiro não vem, procure perceber quais as sensações boas que você tem em relação as coisas que o dinheiro te proporciona.

Segurança, conforto, alegria, tranquilidade…seja lá qual for o sentimento ou sensação, pense agora, em quais outras situações você sente a mesma coisa e perceba que você pode encontrar essas sensações que te fazem felizes em outras ocasiões que não sejam integramente ligadas ao dinheiro.

Você verá que pode ser feliz de outras formas também! Basta conhecer e ter claro o que você realmente quer!

Boa semana!

Luciana

=============

P.s. Eu gravei um podcast bem caseiro sobre o assunto de hoje e dei alguns exemplos, ouça:

P.s.2 – Dia 10/05 (por sinal, niver da minha irmã, que alcançará os 40!rs), terça-feira às 21h – horário de Brasília – teremos nosso encontro online de Maio.
O assunto desse mês é : “Como mudar qualquer coisa em sua vida”
Através de 6 passos, o Braz vai ensinar você a mudar qualquer coisa em sua vida.
Mágica?
Não!
Neurociência!
Não fique de fora!
Acesse o link:
http://avidaquevocequer.com.br/ao-vivo-na-vida/

P.s.3 – Muitíssimo obrigada a todos que enviaram seus comentários sobre o site novo!! Isso nos enche de coragem e força para continuar esse trabalho para vocês!! Gratidão!!

A felicidade mora no equilíbrio

Quanto mais o tempo passa, mais tenho a convicção que a felicidade mora no equilíbrio das coisas.

Se você trabalha por capricho, sua família sofre sua ausência.

Se você não administra bem o seu tempo, perde a chance de cuidar da sua saúde.

Se dá atenção demais às distrações da internet, que são muitas, eu concordo!, deixa de conhecer quem está ao seu lado…

Se você se joga na alimentação atraente dos shoppings, seu corpo padece…

E por aí vai…

Você deve ter vários exemplos assim…eu ficaria muito tempo escrevendo sobre eles.

Mas como equilibrar?

Primeiro, você precisa descobrir o que está desequilibrando sua vida, certo?

Você pode até ter uma ideia, mas quando se dedica a um estudo detalhado sobre isso, você se surpreende!

Vou te ajudar nisso, disponibilizando aqui, um instrumento muito conhecido na área de coaching, o mapa da vida ou roda da vida, é por ele que eu começo meu trabalho com meus clientes. Ninguém vai a algum lugar se não sabe onde está.

Você pode baixá-lo aqui gratuitamente!

É muito fácil usá-lo.

Veja:

  • Tire um tempo para você! Reserve um local tranquilo, um horário só seu, em que você fará uma viagem interna.
  • Comece a analisar as áreas dispostas na roda da vida, uma a uma, com calma e profundidade.
  • Dê uma nota de 1 a 10 para cada área e pinte o número correspondente.
  • Ao final você terá uma visão clara das áreas, que neste momento, estão precisando de sua maior atenção.

 

Pode ser que você já tenha feito essa atividade anteriormente, mas isso não impede que você faça de novo. Os resultados podem ser diferentes conforme a fase de vida que está vivendo agora.

 

Essa é uma versão simples e de auto aplicação que já vai lhe dar uma luz no fim do túnel, um norte, um caminho por onde começar ou recomeçar.

Nos processos de coaching e terapia comportamental, a condução do instrumento é mais detalhada e profunda.

 

Eu gosto muito desse instrumento e de verdade, gostaria da sua opinião sobre ele.

– Como foi realizar a atividade?

– Qual área da sua vida está precisando de ajuda?

Coloque aí nos comentários, ok?

 

Lembre-se: A felicidade mora no equilíbrio!

Grande abraço!!

LC