limpeza interior

Dia de faxina

 

Hoje foi dia de faxina em casa! Cadeiras para o alto, coisas fora do lugar, baldes, vassouras, escovas, produtos de limpeza, tudo à mão para começar.

Chamei meus filhos, ajudantes fiéis, e limpamos até as paredes.

Suamos a camisa literalmente, fizemos caretas, sentamos no chão para descansar, demos umas enroladas, mas conseguimos dar conta das tarefas.

Ao final do dia exaustos, observamos o resultado e nos alegramos…por alguns instantes trouxemos a sensação de quando a casa era nova.

Assim acontece também conosco, precisamos reservar um dia, reservar apetrechos e chamar ajudantes para colocar nossa casa interna em ordem, fazer aquela faxina que desentulha, que limpa e renova.

Limpar-se requer disposição em mexer naqueles sentimentos que estão guardados há tempos, aqueles que é melhor não mexer porque causam uma dor danada.

Se causam dor, por que mexer então!

Porque ocupam espaço! O espaço da felicidade plena.

Quantas vezes você esteve com a vida toda em ordem mas parecia que alguma coisa estava errada? Quantas vezes você sorriu por fora mas por dentro uma agulha de cutucava e você não sabia o que era?

Esse “lixo” guardado em algum lugar do passado prejudica os avanços na sua vida.

Na maioria das vezes o produto de limpeza para esse lixo, chama-se perdão!

Perdoar não é esquecer, porque a mente não esquece de nada, ela guarda em algum cantinho inconsciente.

 

Qual foi a última vez que você pediu ou deu seu perdão?

 

Recentemente livrei-me de uns lixos guardados há pelo menos dez anos!! Achava que tinha feito essa faxina antes, mas toda vez que encontrava com uma certa pessoa, todas as sensações ruins do que vivemos  no passado afloravam e me fazia muito  mal. Pedi ajuda  e fui conduzida num lindo e libertador processo de perdão. Para minha surpresa, assim que encontrei essa pessoa novamente, os sentimentos ruins tinham desaparecido completamente. Senti liberdade e renovação!

Se não consegue fazer a faxina sozinho, peça ajuda de um amigo, de um terapeuta, de um padre, de um pastor, de um coach…de quem você quiser e se sentir confortável, não importa com quem ou como, importa que o perdão flua!

 

“Guardar ressentimentos é como tomar veneno e esperar que a outra pessoa morra” W. Shakespeare

 

(((Gratidão!!!)))

 

Luciana Cairo